“Mostre-me sua geladeira e direi quem você é”. O ditado original não é esse, mas pensando bem, a geladeira é uma grande amiga de todos nós. Além do mais, você ficaria surpreso com o quanto uma geladeira pode revelar sobre você. E vai além de seus hábitos alimentares!

Com esses pensamentos, a designer, fotógrafa e amante de comida saudável Sandra Juncker decidiu dar uma olhada nas geladeiras das pessoas ao redor do mundo para descobrir o quanto o conteúdo de uma geladeira pode dizer sobre suas vidas.

Desde 2012, pessoas de Londres, Cidade do Cabo, Pretória, Istambul, Madrid, Paris e Berlim abriram suas geladeiras para o mundo inteiro, e este é o resultado até agora: uma série fotográfica de geladeiras de todos os tipos e seus orgulhosos proprietários. Essas pessoas são de diferentes personalidades, nacionalidades, culturas, tradições, idades e status sociais e Juncker tentou capturar a ligação entre esses fatores e o conteúdo das geladeiras dessas pessoas.

“Então, o que isso nos diz sobre as pessoas que usam essas geladeiras? Temos um sistema especial de preenchimento? O que cabe em nossas geladeiras e o que comemos? Existe alguma diferença ou semelhança entre diferentes culturas, países, idades ou compartilhamento de apartamento? Guardamos as sobras? E como as armazenamos?”, estas são apenas algumas das questões nas quais Juncker estava interessada quando começou o projeto.

Deixar alguém entrar em sua geladeira pode ser um momento muito íntimo, pois pode revelar mais do que apenas a frequência com que você come frutas e vegetais. Pode mostrar o quão bem organizado você é, se você é vegetariano ou vegano, e falar sobre seu estilo de vida em geral. Parece impreciso julgar as pessoas com base no conteúdo da geladeira, mas quando você olha as fotografias e localiza os pequenos detalhes, pode realmente interligar algumas informações.

A maior geladeira cheia de todos os tipos de comida pré-cozida pertence a uma avó, um compartimento secreto com chocolate provavelmente preparado para estragar os netos pertence a um casal alemão idoso, um homem minimalista com cabelos longos tem uma geladeira cheia de brócolis e outros produtos, um jovem casal da movimentada Paris quase não tem nada dentro.

O projeto denominado “Show Me Your Fridge” (“Mostre-me sua geladeira”, em tradução livre) é particularmente importante para a artista, ela se tornou muito interessada por informações globais sobre comida, pautas como tendências modernas, manuseio responsável e desperdício de resíduos.

De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, cerca de um terço ou 1,3 bilhão de toneladas de todos os alimentos produzidos para consumo humano são perdidos ou desperdiçados a cada ano. O desperdício de alimentos nas famílias muitas vezes ocorre devido à má compra e planejamento de refeições, compras em excesso, confusão sobre as datas de validade nos rótulos e armazenamento inadequado.

Portanto, o projeto fotográfico de Juncker vai muito além da curiosidade para saber o que tem na geladeira das pessoas, vêm com um princípio. E o resultado é muito interessante! Confira.

#1 Alemanha, 2012

by Sandra Juncker

#2 Cidade do Cabo, África do Sul, 2016

by Sandra Juncker

#3 Londres, Reino Unido, 2016

by Sandra Juncker

#4 Paris, França, 2017

by Sandra Juncker

#5 Paris, França, 2017

by Sandra Juncker

 

#6 Paris, França, 2017

by Sandra Juncker

 

#7 Londres, Reino Unido, 2016

by Sandra Juncker

 

#8 Londres, Reino Unido, 2016

by Sandra Juncker

 

#9 Cidade do Cabo, África do Sul, 2016

by Sandra Juncker

 

#10 Istambul, Turquia, 2013

by Sandra Juncker

 

#11 Paris, França, 2017

by Sandra Juncker

 

#12 Cidade do Cabo, África do Sul, 2016

by Sandra Juncker

 

#13 Berlim, Alemanha, 2018

by Sandra Juncker

 

#14 Paris, França, 2017

by Sandra Juncker

 

#15 Westerwald, Alemanha, 2018

by Sandra Juncker

 

Mais informações sobre Sandra Juncker: studioseeya.com | Facebook | Instagram | behance.net
Com informações de BoredPanda

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.