Florestas da Austrália resistem e a vida renasce em meio às cinzas

Um sopro de vida em meio às cinzas: Após várias semanas, flores brotam em paisagens devastadas pelos incêndios. A natureza resiste!

REDAÇÃO CONTI outra

A Austrália está vivendo uma das piores crises ambientais de sua história. Com temperaturas acima de 40 ºC, milhares de casas, florestas e animais foram consumidos pelas chamas. O problema é atingiu tal magnitude que é possível ver o fogo do espaço.

Apesar disso, nem tudo são más notícias, porque mais uma vez a natureza mostrou que a vida sempre acaba se impondo diante da tragédia e da destruição.

Um ótimo exemplo disso são as imagens capturadas por uma fotógrafa em New South Wales, região que semanas atrás foi arrasada pelas chamas.

O que poderia ser apenas o retrato de uma área florestal devastada e desolada, se revelou uma verdadeira prova da resiliência da vida e da natureza contra todas as probabilidades.
Dentro dessas florestas negras, repletas de cinzas, brotam botões de flores e plantas, que trazem um sopro de vida a uma paisagem sombria.

A responsável pelas imagens é a fotógrafa Mary Voorwinde. Ela compartilhou estas foi fotografias incríveis nas redes sociais com o objetivo de espalhar a esperança entre aqueles que creem que tudo está perdido.

“Mesmo com tudo o que foi perdido, há esperança novamente na vida”, disse a mulher em sua página no Facebook .

A fotógrafa de paisagens diz que saiu em busca de boas notícias depois de todo o pessimismo que apregoado pela mídia e, sem dúvida, o encontrou.

“Entre todas essas cinzas e troncos queimados, há o rejuvenescimento. Isso traz esperança”.

***

Redação CONTI outra. Com informações de Nation

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.