Finalmente você entendeu que não nasceu para amores miseráveis

Provavelmente, você viveu muitos relacionamentos miseráveis, tão medíocres que hoje sente vergonha ou raiva de si mesmo(a) por tê-los permitido em sua vida. Mas, acalme-se! Abandone esses sentimentos destrutivos, eles não lhe ajudarão em nada. Perdoe-se!

Você já se viu pensando no seu passado amoroso? Você quereria alguém do seu passado, se fosse possível? Ou será que você se deparou com a constatação de que ninguém do seu passado teria chances contigo na sua versão atual?

Caso você tenha se deparado com a certeza de que não se interessaria por ninguém com quem se envolveu, quero lhe dizer algo. Sinta orgulho por se perceber assim. Eu acredito que, se você chegou nesse nível de percepção, é sinal de que você aprendeu a se amar e adquiriu a consciência de que merece muito mais do que recebeu daquelas pessoas.

Você não se tornou uma pessoa arrogante, nada disso. Você não perdeu a sua humildade, longe disso. O que ocorreu foi uma transformação em seu modo de perceber os relacionamentos. Talvez, lá no passado, qualquer migalha que lhe ofereciam estava bom. Você não se percebia como alguém que merecia o melhor de um parceiro, mesmo tendo sempre ofertado o seu sagrado.

Provavelmente, você viveu muitos relacionamentos miseráveis, tão medíocres que hoje sente vergonha ou raiva de si mesmo(a) por tê-los permitido em sua vida. Mas, acalme-se! Abandone esses sentimentos destrutivos, eles não lhe ajudarão em nada. Perdoe-se! Basta entender que você não tinha essa maturidade de hoje e, foi graças àqueles desacertos que você adquiriu essa nova versão de si mesmo(a).

E, sabe o que é mais bacana nisso tudo? Atraímos as pessoas que acreditamos merecer. É a lei da atração, ela é real, ela funciona. Então, daqui para frente, quem chegar em sua vida, será para agregar, para somar, para lhe apresentar um cenário diferente daquilo que você já viveu. Esteja preparado(a) para se surpreender com alguém que esteja disposto a tratá-lo(a) com todo o respeito, afeto, carinho, zelo, amor e reciprocidade que você merece. Pessoas com essa bagagem só nos encontram quando aprendemos a nos respeitar e a nos amar. É uma questão de afinidades, de atração, entende? Abra-se para o novo que está a caminho, se é que não já chegou!

***

Photo by Seth Doyle on Unsplash

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.