Faleceu na noite desta segunda-feira (14), aos 68 anos, o cantor Paulinho, vocalista do grupo Roupa Nova. Ele estava internado no Hospital Copa D’or, na Zona Sul do Rio, onde fazia tratamento para se recuperar de complicações da Covid-19.

Segundo a assessoria do oupa Nova, o músico “já não estava mais infectado [com coronavírus], porém, em decorrência do vírus, outros fatores complicaram”.

De acordo com informações do G1, Paulinho testou positivo para Covid-19 enquanto se recuperava de um transplante de medula óssea que havia feito em setembro para tratar um linfoma – no procedimento, foram utilizadas as próprias células do paciente, que respondeu bem ao tratamento. No entanto, em novembro, ele precisou ser novamente internado, desta vez com Covid-19.

Twigg e Pepê, os dois filhos do cantor, usaram as redes sociais para homenagear o pai. “Meu amor por toda eternidade, nos encontraremos, meu pai, porque somos um só, e uma metade, sempre encontra a outra! Que Deus te receba como você merece. Te amo mais que demais”, escreveu Twigg.

A cantora também usou hashtags como “amor além da vida”, “amor infinito” e “unidos pelo amor” para se declarar ao pai.

No Stories da rede social, Twigg seguiu com as homenagens e compartilhou uma série de fotos do pai em momentos com a família, além de ilustrações feitas pelos artistas Fredy Varela e Carlos Latuff.

Pepê também fez sua homenagem ao pai em um texto publicado nas redes.

“Você foi e sempre será meu maior ídolo. Sempre tive muito orgulho de você, da alegria que você transmitia pra todos a sua volta.”

“Agradeço pelo pai que você foi pra mim, pelo avô que foi pra sua neta, e serei eternamente grato pela oportunidade de ter vivido essa experiência aqui com você, por ter tido o privilégio de ser seu filho”, escreveu o baterista.

“Saiba que estou aqui, sem você nesse momento, triste por saber que não estaremos mais juntos fisicamente, mas feliz por você ter cumprido sua missão, por você ter impactado tantas vidas, ter proporcionado tamanha alegria pra tanta gente. Sua história foi linda, e tudo que você deixou como legado vai continuar florescendo e trazendo alegria.”

“A saudade dói, mas o amor é soberano! Fique em paz! Vai, e avisa todo mundo que encontrar, que existe ainda um sonho pra sonhar e que o amor não acabou”.

***
Redação Conti Outra, com informações de G1.
Foto: Reprodução/Instagram.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.