O filme “Imperdoável” está arrebatando os espectadores desde que estreou na Netflix, no início de dezembro, e muito disso se deve à atuação visceral de Sandra Bullock como uma ex-presidiária que tenta refazer sua vida.

O longa-metragem dirigido por Nora Fingscheidt acompanha a trajetória de Ruth Slater (Sandra Bullock), que volta ao convívio na sociedade após passar 20 anos encarceirada. Discriminada no lugar que já chamou de lar, sua única esperança é encontrar a irmã, que ela havia sido forçada a deixar para trás.

“Imperdoável” encontrou lugar cativo entre as 10 produções mais assistidas da plataforma desde sua estréia. O filme também obteve forte repercussão nas redes sociais, onde muitos fãs consideram que Sandra Bullock merece um Oscar de atuação por sua performance como um todo, mas principalmente por uma cena específica em que ela tem um impactante embate com a personagem de Viola Davis.

Na cena em questão, as duas mulheres são vistas discutindo; uma querendo proteger os filhos de alguém que ela considera perigoso e a outra lutando para encontrar sua querida irmã e deixar de ser julgada por todos. O desfecho deste embate levou muitas pessoas às lágrimas.

O filme retrata muito bem as inúmeras dificuldades encontradas por pessoas egressas do sistema prisional ao tentar reconstruir suas vidas. Além disso, deixa no ar perguntas inquietantes: o quanto alguém precisa fazer para ser perdoado por erros cometidos no passado? Há, de fato, erros que são imperdoáveis?

Imperdoável é uma produção verdadeiramente comovente, com direção competente, atuações de tirar o fôlego e um final surpreendente. Para aqueles que ainda não viram o filme, segue abaixo o trailer.

***
Redação Conti Outra, com informações de UPSOCL.
Fotos: Reproduççao/Netflix.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.