A pequna cidade de Salinas, no norte de Minas, repercute hoje uma história de partir o coração de qualquer. Uma bebê foi abandonada na calçada de um comércio. Felizmente, a pequenina foi encontrada por uma família que passava de carro pelo local. (Vídeo ao final da matéria)

O técnico em manutenção Darcy Pereira da Silva contou ao G1 que foi a sua filha de 12 anos que avistou a bebê sozinha na calçada, enrolada em uma manta.

“Ela estava no banco de trás e começou a gritar que viu um bebê abandonado. Eu dei ré e percebi que realmente tinha uma criança na calçada. A menina estava bem agasalhada e quietinha. Os olhinhos estavam abertos como se estivesse observando o movimento da rua e aparentava estar com fome”.

De imediato, a família acionou a Polícia Militar, que levou a criança para o hospital, onde foi avaliada por uma pediatra. O Conselho Tutelar também foi acionado e acompanha o caso.

“É uma sensação que nunca vivi na vida. Na mesma hora que é boa, é ruim. Bom por achar uma criança tão linda e preciosa, mas vem a tristeza de saber que um ser humano abandonou no relento da madrugada. Não consigo descrever a sensação e minha filha está chorando muito”.

Darcy contou ainda que sua família se apaixonou pela menina e resolveu chamá-la de Vitória. Eles acompanharam o atendimento no hospital e tem a intenção de manter um vínculo com a bebê.

“Estamos chamando de Vitória porque foi uma vitória achá-la viva e bem, ela poderia ter sido atacada por animais peçonhentos ou até por cachorros. Queremos acompanhá-la pelo resto da vida e ajudar no que ela precisar. É um vínculo que vamos levar pra sempre”.

Até a publicação dessa reportagem, a polícia fazia rastreamento para identificar a pessoa responsável por abandonar o bebê. Segundo a PM, a menina aparenta ter 10 dias de vida e passa bem.

***
Redação Conti Outra, com informações de G1.
Foto destacada: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.