FÁBIO ASSUNÇÃO E A VIDA ENTRE DOIS CARNAVAIS

Passado um ano, está chegando o carnaval mais uma vez, e com ele a figura de Fábio mais uma vez volta para nos surpreender de forma positiva.

Josie Conti

No ano passado, mesmo ao contrário do que poderia parecer, o ator Fábio Assunção teve um ato de grandeza ao transformar a música que o ridicularizava em uma maneira de ajudar dependentes químicos. Tudo aconteceu em janeiro do ano passado quando o grupo musical La Fúria lançou uma música que levava o nome do ator Fábio Assunção.

A música, que se transformou rapidamente em hit, faz referência à fama que o ator ganhou nas redes sociais nos últimos anos em razão das polêmicas em que se envolveu e do fato, já exaustivamente explorado e debatido por revistas e programas de fofoca, de que Fábio Assunção luta há algum tempo contra a dependência química.

máscaras usadas no carnaval do ano passado em razão do hit

Muitos outros artistas certamente teriam, no lugar de Fábio Assunção, procurado resolver o problema judicialmente, processado os compositores da música em questão, mas Fábio enxergou nessa situação uma oportunidade de colocar em pauta a importante discussão sobre o enfrentamento à dependência química e sobre a necessidade de amparo aos que passam pelo sofrimento causado pela dependência. O ator e os músicos entraram em um acordo e “100% dos valores arrecadados com a música serão doados para as instituições A e B que vamos informar posteriormente como um ato irmanado entre quem sente essa dor e quem tem voz para ampliar a conscientização das pessoas.”, como publicado na Revista Pazes na época.

” A compulsão não está escrita na certidão de nascimento”– Fábio Assunção

Um ano se passado, está chegando o carnaval mais uma vez, e com ele a figura de Fábio mais uma vez volta para nos surpreender de forma positiva.

Dessa vez, ao contrário da aparência cansada e adoecida do ano passado, ele mostra que está lidando “muito bem, obrigado” com a sua dependência química e que é possível dar a volta por cima: uma lição contra a cultura do cancelamento (que muitas vezes exagera sim) e também contra a ideia de satirizar pessoas que são doentes. Afinal, dependência química é doença e não falta de caráter.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Cara lavada de sol!!!! Axé!!!! 😎🌞16.02.2020 RJ

Uma publicação compartilhada por Fabio Assunção (@fabioassuncaooficia

l) em

Profissionalmente Fábio Assunção estrela a série Fim, baseada no livro de Fernanda Torres. Do mais, a sua aparência de felicidade fala por si. Torcemos por você Fábio, nos bons e nos maus momentos!

” A COMPULSÃO NÃO ESTÁ ESCRITA NA CERTIDÃO DE NASCIMENTO”- FÁBIO ASSUNÇÃO

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Josie Conti
É idealizadora, administradora e responsável editorial do site CONTI outra e de suas redes sociais. Psicóloga com 19 anos de experiência, teve sua trajetória profissional passando por diversas áreas de atuação como educação, clínica (consultório, grupos pré-cirurgia bariátrica e de reeducação alimentar, acompanhamento de pacientes idosos e acamados em projeto da UNIMED), além de recursos humanos e saúde do trabalhador. Teve um programa diário, o CONTI oura, na rádio 94.7 FM de Socorro. Atualmente realiza vídeos, palestras, cursos, entrevistas, e escreve para diversos canais digitais. Sua empresa ainda faz a gestão de sites como A Soma de Todos os Afetos e Psicologias do Brasil. Possui mais de 11 milhões de usuários fidelizados entre seguidores diretos e seguidores dos sites clientes. Também realiza atendimentos psicológicos online.