Exército do Nepal limpa o Everest ao coletar duas toneladas de lixo e entulho

O exército nepalês está limpando a montanha mais alta do planeta que foi poluída por milhares de alpinistas durante décadas.

CONTI outra

O exército nepalês está limpando a montanha mais alta do planeta que foi poluída por milhares de alpinistas durante décadas.

Os soldados trabalharam com organizações governamentais e não governamentais durante 5 dias para coletar todo o lixo e destroços deixados pelos alpinistas.

Décadas de montanhismo comercial fizeram da montanha o lixão mais alto do mundo, à medida que um número crescente de montanhistas que gastam muito prestam pouca atenção à pegada de poluição que deixam para trás.

Tendas fluorescentes, equipamentos de escalada descartados, botijões de gás vazios e até excrementos humanos se espalham pela rota percorrida até o topo do pico de 8.848 metros.

Todo o entulho biodegradável que foi coletado na montanha, representando aproximadamente uma tonelada de lixo, é transportado para Katmandu para descarte pelo grupo Blue Waste to Value. A outra tonelada de lixo não biodegradável agora está sendo desinfetada para tratamento.

A iniciativa fez parte da 24ª Semana anual da Vida Selvagem, organizada pelo escritório regional do Parque Nacional de Sagarmatha.

A limpeza continuará ao longo do Himalaia, de acordo com um comunicado de imprensa do Exército do Nepal.

“Temos orgulho do Monte Everest, mas muitas vezes somos acusados ​​de não sermos capazes de limpá-lo … Agora nos unimos para limpar a montanha”, disse Dandu Raj Ghimire, chefe do departamento de turismo do Nepal.

***
Redação Conti Outra, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.