Ex-namorada de Rafael Miguel diz que ainda sofre ataques nas redes dois anos após tragédia

"Tenho de ler coisas do tipo, 'como você consegue ficar aí postando foto nas redes sociais depois de tudo que seu pai fez?', 'você provavelmente sabia e ainda deve ter ajudado.'", desabafou Isabela Tibcherani.

CONTI outra

Na data em que se completam dois anos desde o trágico falecimento dE Rafael Miguel e dos pais dele, a ex-namorada do ator, Isabela Tibcherani, 20 anos, concedeu uma entrevista para a UOL, na qual fala sobre sua frustração pelo fato de seu pai, acusado de cometer o crime bárbado contra a família de Rafael, ainda estar foragido.

“Eu passei a me apegar na ideia que o tempo é o melhor remédio, que se a justiça do homem falha, a justiça de Deus não falhará. É triste ter de pensar dessa forma, porque até hoje sinto que não consegui dar prosseguimento, fechar o ciclo, sabendo que ele está impune. Mas é o que posso fazer hoje, pelo bem da minha saúde mental.”, disse a jovem.

Isabela falou ainda que a data da tragédia a faz sentir como se a partida de Rafael “tivesse sido ontem”.

“Foi a última vez que nos vimos, que fomos felizes, de fato, e esse dia me marca muito. As lembranças se tornam muito vivas nessas datas. Hoje, eu encaro como posso, com um olhar mais maduro e decidido, mas não deixa de doer.

Ela afirma que, ainda hoje, sofre ataques nas redes sociais, de pessoas que a culpam pela morte do ex-namorado.

“Tenho de ler coisas do tipo, ‘enquanto você está aí vivendo, o Rafael e os pais dele estão mortos, por culpa sua’, ‘como você consegue ficar aí postando foto nas redes sociais depois de tudo que seu pai fez?’, ‘você provavelmente sabia e ainda deve ter ajudado’. Isso é muito triste”, conta.

Isabela conta com a assessoria de uma equipe jurídica para acionar caso se sinta ameaçada, mas que até o momento não tomou medidas legais contra “haters”.

Quando fala do pai, ela o descreve como um “homem agressivo, possessivo e egoísta” e afirma ter sequelas emocionais por isso.

“Sinto que não sou a mesma pessoa de dois anos atrás, tanto em pontos positivos quanto negativos. É uma luta constante de autoconhecimento e aceitação.”

Isabela, atualmente, trabalha no departamento administrativo de uma escola e posta momentos do dia a dia em suas redes sociais, para se comunicar, segundo ela, com “pessoas que se importam”.

***
Redação Conti Outra, com informações de UOL TV e Famosos.
Foto: Reprodução/Redes Sociais.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.