Evitar a transmissão do coronavírus é, sim, um dever ético

Evitar sair, cancelar festas e reuniões e pensar no bem estar dos que trabalham em nossas casas são alguns pontos destacados por Renato Janine

CONTI outra

Por Valéria Dias, do Jornal da Usp

Na coluna Ética e Política desta semana, Renato Janine Ribeiro fala de alguns aspectos éticos envolvidos na pandemia de coronavírus que atinge o mundo. Ele lembra que temos um número limitado de médicos, cuidadores e de hospitais e que a capacidade de expansão do vírus é muito grande. As medidas de prevenção adotadas estão corretas. “Evitar a transmissão é, sim, um dever ético”, diz o colunista.

Para Janine, quem sai às ruas e se mistura com outras pessoas está aumentando o risco de contágio e fazendo “uma coisa indecente”. Evitando essas aglomerações, evita a expansão da doença e ajuda a fazer a pandemia passar logo. Ele lembra que muitos trabalhos podem ser feitos de casa (home office) enquanto outros trabalhos podem ser suspensos. Tudo isso tem um custo que vai além da perda financeira. Por isso, é tão importante que a epidemia passe logo.

Janine também ressalta a importância de as pessoas pensarem naqueles funcionários que trabalham em suas casas, como faxineiras e diaristas. Se elas usam transporte público, é preciso lembrar que este é um foco de transmissão do vírus. “Não faz o menor sentido ético eu me proteger às custas da doença de outra pessoa”, destaca.

O colunista também critica a postura que o presidente Jair Bolsonaro vem mantendo, bem como a de outras pessoas, que não cancelaram festas e reuniões. “Nada justifica que uma emissora de TV, a CNN, faça uma festa de lançamento com 1300 pessoas. Não só nada justifica como são atitudes condenáveis.”

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Ética e Política.

***

Imagem divulgação

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.