Este senhor quis adotar um cachorrinho idoso. Ele queria um companheiro que o entendesse.

Ele chegou a um abrigo pedindo para adotar um cachorro idoso. Ele queria um amigo que o entendesse, um amigo como ele.

Ana Carolina Conti Cenciani

Às vezes, o que mais precisamos é de alguém que nos entenda, um amigo que saiba as dificuldades que passamos. A faixa etária parecida ajuda muito na hora do companheirismo, a empatia aumenta e amigos da mesma idade conseguem se entender melhor, afinal compartilham de problemas e pensamentos semelhantes. É como acontece com as crianças, elas procuram a todo momento outras crianças para brincar e conversar… Algo parecido pode acontecer com pessoas idosas. E foi o caso deste senhorzinho.

Ele chegou a um abrigo pedindo para adotar um cachorro idoso. Ele queria um amigo que o entendesse, um amigo como ele.

Muitas vezes, os idosos se sentem sozinhos. Os filhos saem de casa e ás vezes os parceiros falecem. Eles precisam de uma companhia, e a adoção de animais é uma ótima forma de deixar a solidão de lado e receber amor.

Esse senhor foi até o abrigo de animais da cidade em que mora, querendo adotar especificamente um cão idoso. Não é comum a procura de cachorros mais velhos para adoção, geralmente os cãezinhos idosos que estão em abrigos nunca são adotados e ficam no canil até o resto de suas vidas, perdendo a chance de ter um dono que lhes dê amor. Foi por isso que a história deste homem viralizou no Facebook, sua causa de adotar o cãozinho foi nobre.

“Ontem, esse senhor veio até o abrigo e pediu para ver um cachorro idoso precisando de um lar. Nós o mostramos Jack; uma mistura de dachshund de 13 anos com doença dentária, sopro no coração e caroços típicos de um homem velho. Ele disse: “Ele é perfeito, eu o levo. Que veterinário você recomenda que eu o leve também?”

Jack se encolheu no colo e tirou uma soneca enquanto os dois esperavam pacientemente que a papelada fosse processada. É disso que trata o bem-estar animal. Apaixonar-se, dar segundas chances a quem mais precisa e encontrar os heróis na humanidade. Não poderíamos estar mais felizes por você!”

A pedido do senhor, eles procuraram o cão mais idoso do abrigo, e foi ai que Jack apareceu, um vira-lata de 13 anos de idade uma com uma doença dentária e desgaste de sua velhice.

O amor foi a primeira vista e enquanto cuidavam da papelada da adoção, os dois esperavam pacientemente juntos. Jack no colo de seu novo pai humano, calmo e até dormindo.

Todos nós merecemos um amigo canino, eles têm uma magia especial incomparável.

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS