Essa artista cria esculturas cativantes feitas de galhos de árvores. Parece que estão vivas!

As esculturas parecem contemplar a mata. Transpassando uma sensação de movimento, os galhos são tão bem posicionados que podemos imaginar a arte como sendo criaturas mágicas da floresta!

Ana Carolina Conti Cenciani

No meio da floresta estão as esculturas com quase três metros de altura feitas por “Anna & The Willow”. A artista elevou a técnica da tecelagem de cestos a outro nível. Simplesmente lindo.

A “land art”, ou arte com objetos da natureza é uma tendência que cada vez mais nos surpreende. Nesse caso, uma artista que se autodenomina “Anna & The Willow”, consegue gerar um efeito impressionante com suas esculturas.

Ela não os faz como pode ser visto comumente, que é entalhar uma tora de madeira para atingir uma certa forma ou figura. Ela usa galhos ou hastes de madeira para levantar esculturas reais com expressões corporais realistas, no meio de uma floresta.

A técnica de Anna é baseada no uso de cada um dos ramos para obter uma estrutura firme e sólida, e então enrolá-los juntos e “desenhar” uma grande figura.

Instagram @anna_and_the_willow

Anna começou a trabalhar com essa técnica há 10 anos enquanto fazia um curso de escultura.

“Trabalhar com um material natural abriu novas portas para mim e resolvi aprender sobre cestaria (…). Gosto de usar as técnicas tradicionais de cestaria e dar um toque pessoal ao processo”, afirma.

Instagram @anna_and_the_willow

 

O processo de criação começa com algumas linhas em esboços de papel. Após a primeira etapa, e finalizado o esboço do desenho, a artista monta algumas esquadrias de aço e as envolve com camadas de ramos enrolados de salgueiro, dando-lhes a forma final.

As esculturas podem atingir quase três metros de altura e são colocadas no meio da floresta, de onde podem ser movidas para qualquer lugar, graças às armações de aço. No trabalho de Anna podemos encontrar figuras humanas, como uma mulher com um arco e flecha, e figuras de animais, como cavalos e veados.

Instagram @anna_and_the_willow

O mais notável é que as figuras têm poses em que parecem contemplar a floresta e passam uma sensação de movimento, por conta do posicionamento dos galhos e da organicidade do conjunto da obra. Incrível!

Instagram @anna_and_the_willow

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.