Escola faz apelo aos pais: Parem de jogar alunos atrasados por cima dos portões!

Pode acreditar, uma escola precisou colar cartazes nos muros pedindo para os pais pararem de jogar os estudantes por cima dos portões de entrada após o horário de início das aulas, quando os acessos são fechados.

CONTI outra

Pais e mães de crianças ou adolescentes em idade escolar já estão acostumados a receber as mais diversas orientações dos responsáveis pela administração da escola do filho, desde “ajudem os alunos com o dever de casa” a “Lavem bem e escovem os cabelos dos pequenos para evitar que peguem piolho”. Mas, com certeza, esta escola na cidade francesa de Avignon conseguiu dar a orientação mais inusitada de todas aos pais de seus alunos.

Através de cartazes, pregados nos muros da instituição desde setembro, a escola pede que os pais parem de jogar os estudantes por cima dos portões de entrada após o horário de início das aulas, quando os acessos são fechados.

A história parece absurda, mas não tem nada de exagero. “Os pais que chegam depois do sinal literalmente jogam os filhos”, afirmou a diretora do estabelecimento, Sanaa Meziane, em entrevista ao jornal La Provence.

Como alternativa à prática de “arremessar” os filhos por cima dos portões, a escola lembra que as entradas são liberadas novamente às 10h e às 15h (horário local).

Segundo a publicação, não há registros de alunos feridos com a iniciativa, restritos a iniciativas isoladas. Mas, por garantia, a escola decidiu se antecipar e alertar para os riscos.

“Não aconteceu tantas vezes, mas por menos que fosse, preferimos tomar uma iniciativa”, disse Meziane.

***
Redação Conti Outra, com informações de UOL.
Foto destacada: Reprodução/La Provence.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.