Escola expulsa alunos ao descobrir que a mãe deles tem perfil no OnlyFans

Tiffany tem um perfil no OnlyFans, um site onde posta fotos e videos sensuais para usufruto de usuários dispostos a pagar mensalmente. Quando o trabalho dela foi descoberto na escola dos seus filhos, a instituição optou por expulsar as crianças, justificando que "as ações de sua tutora são contrárias às diretrizes do estabelecimento".

CONTI outra

Tiffany Poindexte, de 44 anos, viveu uma situação que muitos apontam como machismo e preconceito. Os filhos dela foram expulsos da escola em que estudavam quando os outros pais descobriram que ela tem uma conta privada no OnlyFans, uma plataforma online na qual criadores de conteúdo podem disponibilizar conteúdos exclusivos a assinantes, que pagam um valor fixo mensal. No caso de Tiffany, ela alimenta a plataforma com suas fotos sensuais, e com isso já arrecadou a quantia de 150 mil dólares.

A descoberta sobre o meio ‘pouco convencional’ de Tiffany para garantir o sustento de sua família escandalizou a administração da escola católica dos filhos dela, que decidiu por expulsar os alunos. O caso ganhou muita atenção da mídia e muitas pessoas acusam a instituição de ter agido errado na situação.

De acordo com Tiffany, a situação tem sido bastante dolorosa para ela e o marido, Chris, mas principalmente para seus três filhos, de 8, 10 e 12 anos, que não poderão mais ir à escola que frequentavam.

“Estamos incrivelmente chocados, chateados e inquietos. Recebemos um e-mail às 20h de domingo dizendo que nossos filhos não eram mais bem-vindos na escola e que não deveriam voltar na segunda-feira. Nós pensamos, ‘o que devemos fazer agora?’

Mas o mais doloroso não foi as notícia da expulsão, mas a reação de seus filhos. “Tem sido difícil dizer a eles o motivo pelo qual eles não são mais aceitos na escola”, disse a mãe. “Eles ficaram muito confusos e chocados, dissemos a eles que na verdade éramos nós, os pais deles, que escola não queria mais lá.”

Tanto Tiffany quanto Chris explicaram às crianças que tinha a ver com o ‘trabalho da mamãe’, mas as crianças realmente não sabem do se trata. Segundo os pais, todos eles “choraram por perder seus amigos”.

Por sua vez, Chris, 49, declarou que “Não é culpa dos filhos, o que a gente faz não tem nada a ver com eles. Punir os filhos pelas atutudes dos pais? Se um pai comete um crime, seu filho é expulso da escola? Não, não é assim”.

No momento, a família busca outras opções de escola na região, mas teme que também sejam rejeitadas pelos mesmos motivos.

Um sério revés para uma mulher que só queria sustentar sua família.

***
Redação Conti Outra, com informações de UPSOCL.
Fotos: Jam Press.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.