Empresa de vegetais frescos possui 42% de seus empregados como pessoas com deficiência

La Tavella, da Catalunha, se caracteriza por oferecer vegetais frescos e alimentos cem por cento orgânicos. Seu compromisso é tanto com os clientes quanto com os próprios trabalhadores.

Ana Carolina Conti Cenciani

Muitas vezes, o que falta para as pessoas com deficiência são as oportunidades. Incluí-las no mercado de trabalho pode ser uma ação revolucionária. Por muito tempo ter essas vagas de emprego para pessoas com deficiência era uma ação indiscutível, mas, felizmente estamos caminhando em oposição disso e cada vez mais percebemos empresas e estabelecimentos contratando-as.

Foi isso que a empresa catalã de vegetais e alimentos frescos, La Tavella, entendeu perfeitamente. O seu negócio é a venda de vegetais frescos e outros produtos alimentares orgânicos. As tarefas que realizam com as mãos podem empregar muitas pessoas.

Instagram @latavellacat

Como a base de seu negócio era o compromisso com a sociedade, ampliar seu projeto de empregar também pessoas com deficiência não estava muito longe.

Instagram @latavellacat

A par do seu compromisso com a comunidade, através do emprego de pessoas com deficiência, La Tavella procura lutar contra os grandes conglomerados, que colocam os lucros comerciais em primeiro lugar, antes dos direitos de quem produz os alimentos. Para eles, tem a ver com restaurar a capacidade dos produtores de sentir que alimentam a comunidade:

“As frutas e verduras respondem por 80% das vendas, mas temos mais de 400 alimentos em nosso site, como carnes, pão, leite ou ovos, que vêm de 15 produtores da Catalunha com os quais temos convênios. Produtos frescos, de qualidade e com valor agregado, de pequenos produtores e compra direta, sem intermediários.”, conta Alfredo Resines, gerente comercial da La Tavella.

Instagram @latavellacat

Um projeto lindo, focado em abrir as possibilidades de quem em muitos casos é silenciado. Temos a certeza que este é o futuro das empresas e comércios de todo o mundo. Espero que continuamos caminhando na estrada da inclusão.

Instagram @latavellacat

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.