Durante uma reportagem ao vivo nesta terça-feira (21), uma idosa da Zona Norte do Rio não conseguiu conter sua emoção ao relatar a dificuldade para alimentar sua família. O momento foi tão comovente que nem mesmo a repórter que fazia a entrevista conseguiu conter as lágrimas.

A reportagem era gravada na fila do Prato Feito Carioca do Andaraí e Janete Evaristo era uma das muitas pessoas que esperavam a refeição. Ela está desempregada e tem mais quatro integrantes da família que dependem dela para se alimentar.

Uma de suas filhas faleceu há dois anos e seu marido, há seis meses. Ao relembrar dos parentes, Janete já se emocionou, mas, quando falou sobre a dificuldade de colocar comida na mesa, não conteu as lágrimas.

Foto: Reprodução/TV Globo

“Domingo a gente não tinha nada para comer. Eu estou desempregada, está muito difícil. Eu estou catando latinha, mas não dá. Eu não tenho ajuda de muita gente, então domingo a gente não tinha mesmo nada. Está muito difícil”, disse, voltando a chorar e enxugando o rosto.

A repórter Lívia Torres também chorou.

Foi nesta terça-feira que a Prefeitura do Rio abriu as duas primeiras cozinhas populares do Prato Feito Carioca, na Mangueira e no Renascença Clube. O projeto tem como objetivo reduzir a insegurança alimentar de pessoas em situação de vulnerabilidade social na capital fluminense.

 

Com informações de G1

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.