Eles estavam prestes a ser sacrificados, mas um abraço salvou suas vidas

O abraço desses dois companheiros não só salvou as vidas deles, como fez muita gente abrir os olhos e os corações para a triste realidade desses cãezinhos que correm contra o tempo para encontrar um lar que os acolha. Eles tem tanto amor a oferecer! Só precisam de uma oportunidade.

REDAÇÃO CONTI outra

Uma imagem registrada em um momento de tensão causou uma verdadeira comoção no Facebook. Uma câmera fotográfica capturou o momento exato em que dois cãezinhos se abraçam às vias de serem sacrificados pelo abrigo em que viviam. O local não tinha mais as ferramentas ou recursos necessários para mantê-los, e na falta de interesse de possíveis adotadores, a única opção seria interromper suas vidas.

Os protagonistas da foto são os cães Kala e Keira. Na foto em questão, era possível ver nos olhos deles que, de alguma maneira, eles sabiam que seu prazo para serem adotados e amados por uma família tinha chegado ao fim. Eles ainda eram muito pequenos, um tinha um ano e o outro apenas 8 meses.

No entanto, e apesar das regras, os voluntários decidiram tirar uma foto deles, porque diziam que eram cachorrinhos extremamente afetuosos e brincalhões e, embora vivessem em um canil frio e vazio, sempre pareciam felizes em estar na companhia um do outro. Os cães sempre se apoiavam e juntos tornavam seus dias mais leves.

Infelizmente, o tempo deles terminou e, quando chegou o dia fatídico, desde muito cedo eles pareciam tristes e com um olhar que refletia muita preocupação, mas também muito amor.

Equipes de resgate de um abrigo chamado Angels Aming Us Pet Rescue, desesperadas por lhes dar uma chance, tiraram uma foto no momento em que os dois amiguinhos estavam se apoiando através de um abraço. Naquele momento podiam sentir o coração do outro, batendo rapidamente com medo, e eles sabiam que se separassem, o tempo de ficar juntos chegaria ao fim.

A cena comovente foi publicada no Facebook e a idéia foi tão brilhante que logo os cães atingiram os corações de milhões de pessoas, dispostas a entrar em contato com o abrigo para salvar suas vidas. Muitas dessas pessoas não puderam adotá-las, mas fizeram doações para que o abrigo os mantivesse por mais tempo, ou se ofereceram como casas de abrigo temporário. Também tiveram veterinários que se ofereceram para realizar exames gratuitos, além de muitos outros que se apressaram em divulgar a publicação. E foi assim que uma rede foi criada para ajudar os dois cãezinhos.

As pessoas estavam muito ansiosas com o resultado que isso poderia ter, mas um homem em particular sabia que deveria ajudá-los e salvá-los. Assim que soube do caso, um dos voluntários sentiu seu coração lhe fazer um chamado; ele soube ali que havia chegado o momento de dar sentido à sua vida. Foi aí que contactou a fundação Angels Among Us Pet Rescue, para a qual trabalhava, e disse que poderia abrir um espaço em sua casa para mantê-los seguros, com a ajuda da fundação, através de um veterinário que pudesse visitá-los constantemente para, desparasitá-los, vaciná-los e esterilizá-los. Então, sem preocupações, a fundação finalmente entregou os cães para adoção responsável.

Assim que o homem foi buscá-los, seus rostinhos de tristeza desapareceram e começaram a pular e a agitar seus rabinhos com grande alegria. Eles enfim teriam um lar!

O abrigo sem fins lucrativos ajudou mais de 8.800 animais na Geórgia, resgatando-os e evitando a eutanásia de outros abrigos. Atualmente, a organização possui mais de 800 animais em suas instalações, mas eles não param de resgatar, porque são motivados pelo seu lema “Resgatar um até que não haja nenhum”.

***

Redação CONTI outra. Com informações de Nation

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.