Ele não tem braços nem pernas, mas foi assim que criou as filhas sem mãe: “Melhor pai do mundo”

“Quando eu tinha 4 meses, minha mãe nos abandonou. Agora tenho 26 anos e minha irmã mais velha, 29. Meu pai e minha avó cuidaram de nós ”, disse sua filha mais nova.

CONTI outra

O amor de um pai por seus filhos os leva a superar quaisquer obstáculos que possam surgir. Um dos melhores exemplos disso é a história de Pablo Acuña, um paraguaio de 60 anos que não tem extremidades inferiores nem superiores, mas não permitiu que isso se tornasse um impedimento para que pudesse criar as duas filhas da melhor maneira possível.

Além de suas deficiências, o mundo de Pablo desabou sobre ele quando a mãe das meninas as abandonou, quando a filha mais nova tinha apenas alguns meses. Mas ele não se deixou abater e se comprometeu a dar a melhor criação às meninas.

E assim aconteceu, porque nada faltou a elas. Pablo anda de carrinho de mão para poder se mover, pois não tem braços nem pernas, porém, o que fica claro é que ele tem um coração gigante.

“Meu pai é meu mundo. Ele é meu amigo, confidente e é o melhor pai que eu poderia ter. Por isso deixei minha vida na Argentina e vim para casa para poder cuidar dele, porque minha avó não pode mais, ela está muito velhinha”, disse Elida, a filha mais nova de Pablo, em conversa com a mídia local.

“Ele não pode se mover sozinho, depende de outra pessoa até para ir ao banheiro, mas pode atender o celular discando com o nariz e também usa o controle da TV da mesma forma”, acrescentou.

Assim como ele fez todos os sacrifícios possíveis por suas filhas quando elas eram pequenas, agora elas retribuem o favor. Elida era apenas um bebê de um mês quando sua mãe foi embora e toda a responsabilidade ficou com Pablo. Ela valoriza muito tudo o que ele fez por ela e pela irmã.

“Quando eu tinha quatro meses, minha mãe nos abandonou. Agora eu tenho 26 anos e minha irmã mais velha 29 anos. Meu pai e minha avó cuidaram de nós”, disse ela.

Por isso, ela também reconhece que seu pai lutou contra todos os problemas com a melhor boa vontade. “Nunca vi meu pai triste. Ele está sempre alegre e me dá conselhos muito sábios, embora nunca tenha ido à escola. Ele é uma pessoa muito inteligente, eu o admiro. Ele é o melhor pai do mundo”, disse ela.

Por problemas no parto, Pablo não desenvolveu os membros, o que o levou a depender de um carrinho de mão de madeira par toda a sua vida. “Ele vive praticamente no carrinho de mão, que são as suas pernas. Ele até dorme lá, diz que se sente mais confortável”, disse a filha mais nova.

Felizmente, apesar de sua idade, ele nunca sofreu de nenhuma outra doença e geralmente goza de boa saúde. Algo que Pablo ainda espera realizar na vida é ter uma casa própria.

“O desejo mais acalentado de meu pai é ter sua própria casa. Moramos de aluguel, o dono da casa onde moramos quer nos vender, o preço é de 95 milhões (guarani). O que falta neste momento são 8 milhões de guaranis (equivalentes a 1.155 dólares) para realizar o seu sonho”, disse Elida.

***
Redação Conti Outra, com informações de UPSOCL.
Fotos: Elida Acuña.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.