A protagonista dessa história é Zoe Henry, uma professora primária dos Estados Unidos que decidiu adotar uma de suas alunas chamada Loralie Henry. A menina infelizmente teve que passar grande parte de sua vida entre lares adotivos em Los Angeles, Califórnia. No entanto, quando Zoe a conheceu, não hesitou em adotá-la legalmente para dar a ela a família de que ela sempre precisou.

Segundo a KABC, Loralie deixou o lar de sua mãe biológica quando tinha apenas 4 anos e de lá foi para alguns lares adotivos, o que lhe causou alguns traumas. “Foi realmente assustador. Eu não sabia o que esperar de outras casas. Eu realmente não sabia o que fazer. Então pensei: Bem, o que devo fazer? Tem alguem esperando por mim? Eu estava com tanto medo. Até conhecer minha mãe, minha professora da segunda série”, disse a menina.

Felizmente, quando Loralie entrou na vida da professora Zoe Henry, ela decidiu dar a ela a estabilidade e o amor que ela merecia.

“Ele entrou na minha classe e eu apenas dei uma olhada nela e pensei: olha essas sardas, essa pequena marca de nascença. Vou adotar essa garotinha! Ela é minha filha”, disse a professora à KABC.

Porém, Zoe não sabia se poderia adotar a menina, pois como ela não era casada, acreditava que não seria aceita pelos juízes. Felizmente, este não foi o caso e quando ela se candidatou para adoção, conseguiu convencer assistentes sociais e apenas dois dias depois ela se tornou a mãe adotiva de Loralie, quando ela tinha 7 anos.

“Lembro-me de quando estávamos sentadas ao lado do carro e ela disse: ‘Você vai vir comigo’. Fiquei tão surpresa e feliz. Foi com um presente antecipado”, disse Loralie à KABC.

Por fim, Zoe comentou que as duas estão muito felizes por se conhecerem e são mãe e filha há dois anos. Além disso, ela mencionou que Loralie aprendeu muito com essa forma de constituir família e diz que “um dia ela também quer ser mãe adotiva”.

***
Redação Conti Outra, com informações de Nation.
Fotos: Reprodução

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.