É simples: quem quer estar em sua vida, está em sua vida (sem desculpas)

Não desperdice a sua energia com aqueles que não a valorizam, isto não torna a outra pessoa melhor ou pior, ela apenas coloca você em uma realidade, no final você é quem finalmente decide quem entra e quem deixa o círculo de suas afeições.

CONTI outra

Muitas vezes fechamos nossos olhos para o que não queremos ver, nos recusamos a reconhecer o que realmente acontece quando recebemos as desculpas daqueles que realmente não querem dedicar sua atenção, nem seu tempo.

A realidade é que não importa quão apertada seja a agenda, mesmo que haja limitações, quando alguém quer estar presente, está. E isso não inclui apenas a presença física, também o acompanhamento moral, o apoio à distância, a atenção diária, que não requer uma logística particular para se manifestar.

Somos todos livres para agir de acordo com nossas escolhas, incluindo as pessoas que gostaríamos de estar por perto, no entanto, é inteligente simplesmente aceitar quando alguém tem intenções de fazer parte de nossa vida e quando não.

Sempre haverá aqueles que querem nos ter como prioridade, mesmo que não localizemos mentalmente essa pessoa. Obviamente, isso não significa que, para nós, alguém que não desperta interesse se torne nossa prioridade por reciprocidade. O que queremos enfatizar é que é sobre isso que as interações da vida são, às vezes procuramos a pessoa que pensamos estar errada e outras vezes os que não damos mais importância, nos procuram.

Devemos aceitar a dinâmica da vida, sem drama, apenas conscientes de que em algum momento coincidiremos em nossas preferências e os elos se unirão. Mas o que não é possível é esperar que uma determinada pessoa, que estabeleceu suas prioridades de acordo com seus interesses, aja de maneira particular conosco, tenha gestos que sabemos que não terão ou não terão presença onde não querem tê-la.

Pelo contrário, quando alguém aposta por nós, faz-se sentir, faz-se notar e qualquer que seja o campo em que se relacione conosco, nos colocará de tal maneira que se manifeste o desejo de participar ativamente de nossas vidas.

Não desperdice a sua energia com aqueles que não a valorizam, isto não torna a outra pessoa melhor ou pior, ela apenas coloca você em uma realidade, no final você é quem finalmente decide quem entra e quem deixa o círculo de suas afeições.

Não espere nada de ninguém e evite frustrações, preconceitos e decepções, deixe a vida surpreendê-lo com pessoas maravilhosas sem forçá-las, sem pressioná-las e sem desculpas quero fazer espontaneamente parte de sua vida.

Adaptado do site El Librero de Guntemberg, via Pensar Contemporâneo

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.