Jéssica Nascimento, de 30 anos, é uma repórter da TV Record que vivenciou uma situação infeliz na manhã desta quinta-feira (12), durante uma entrada ao vivo no jornal ‘DF no AR’, em Brasília. Em suas redes sociais, a profissional desabafou sobre o momento e contou que chegou a chorar após entender o que havia acontecido.

No Instagram, ela publicou um vídeo que registrou a situação: um ataque que sofreu durante uma transmissão ao vivo.

Foto: Reprodução

“Não tem um dia sequer que eu não saia de casa pra trabalhar e peça pra Deus pra que eu volte em paz, com segurança. Ser jornalista não é fácil. Ainda mais nos tempos de hoje. Somos repudiados, oprimidos, xingados e hoje? fui humilhada e agredida”, disse.

Jéssica estava no Ceasa desde às 5h30 para uma reportagem sobre o impacto da inflação nos preços dos alimentos. Assim que foi chamada para entrar ao vivo, por volta das 7h33, alguém lhe atacou com um tomate.

“Quando fui chamada, fui atingida fortemente por um tomate. Doeu, quando entendi o que estava acontecendo não segurei o choro, e sai de frente das câmeras”, continuou.

A jornalista encerrou o desabafo falando sobre o medo de continuar na profissão e detalhou que o responsável por atingi-la com o tomate ainda não foi identificado.

“Hoje foi um tomate. O que me espera amanhã? O sentimento de humilhação e revolta é grande, mas o medo supera, viu? Medo por mim, pelos meus colegas, pelos meus. Só nos deixem trabalhar, por favor. E espero que o responsável seja identificado e pague por esse ato ridículo!”, finalizou.

O Ceasa se solidarizou com a situação da repórter e publicou uma nota oficial onde deixa claro que “repudia qualquer ato de violência, especialmente contra jornalistas em exercício da profissão, no interior desta empresa e em qualquer outro lugar”. A empresa também garantiu que os “fatos serão apurados e as pessoas envolvidas, responsabilizadas”.

Com informações de Pragmatismo Político

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.