Durante a quarentena, artista francesa transforma todas as paredes de sua casa com lindas pinturas

Com cada cantinho preenchido, a artista conseguiu trazer uma nova atmosfera para sua casa. “O que eu mais gostei foi da ideia de criar o meu próprio mundo", conta.

Ana Carolina Conti Cenciani

Seu nome é Nathalie Lété, uma artista de 56 anos, nascida na cidade de Paris, na França, onde atualmente vive e trabalha. Seu pai é de origem chinesa, e sua mãe de origem alemã, ambas as culturas influenciam diretamente na arte de Nathalie.

A artista desenvolve seu trabalho com diversas técnicas e materiais e aproveitou o período de isolamento social para pintar as paredes de sua casa, transformando-as em lindas obras de arte repletas de flores e natureza, elementos já muito aparentes nas obras anteriores da artista.

Com seus pais de culturas diferenciadas, Nathalie desde cedo teve contato com contos tradicionais folclóricos que construíram o universo imaginário que hoje, ela interpreta com sua arte: através das flores, animais e insetos. Gravuras, brinquedos antigos e memórias de viagens também inspiram suas criações.

Em entrevista com o My Modern Met, Nathalie contou que desde sempre deseja transformar sua residência: “Meu sonho desde a adolescência era ter minha própria casa cheia de arte“. A artista também contou um pouco de seu processo: sua ideia inicial era transformar apenas seu estúdio/ateliê, mas durante a quarentena, seu marido a incentivou a preencher outras paredes de sua casa.

Nathalie levou suas lindas ilustrações além das paredes e as incluiu nos corrimãos, portas, janelas e pequenos móveis. A artista revela, inclusive, que alguns móveis foram encontrados na rua: “A ideia é que você possa transformar um local simples e móveis encontrados na rua em algo especial e pessoal”, ela diz.

Com cada cantinho preenchido, a artista conseguiu trazer uma nova atmosfera para sua casa. “O que eu mais gostei foi da ideia de criar o meu próprio mundo, uma espécie de ninho, cheio da minha arte”, concluiu.

A casa de Nathalie realmente se tornou uma inspiração para todos nós colocarmos nossas ideias em prática e transformarmos o ambiente em nossa volta. Confira agora, algumas fotos.

 

 

Para conhecer mais, siga o Instagram de Nathalie.

Com informações de Follow the Colours

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.