Scarlet Black é uma jovem inglesa viciada em fast food, já tendo gastado mais de 8 mil dólares por ano nesse tipo de alimentação barata e hiper-calórica. No entanto, em um momento de sua vida, ela decidiu que não poderia continuar com essa rotina que prejudicava sua saúde.

Desta forma, decidiu investir em uma gastrectomia vertical – procedimento cirúrgico para perda de peso no qual o estômago é reduzido a cerca de 15% de seu tamanho original -, que possibilitou que ela eliminasse cerca de 87 quilos de sobrepeso. Depois, ela gastou ainda mais dinheiro em intervenções para se livrar da pele que ficou sobrando.

Assim, entre a gastrectomia vertical, o lifting de braço e coxa, a abdominoplastia estendida, a lipoaspiração de costas e implantes mamários, somados aos gastos com passagens para chegar a clínicas na Turquia e Londres, ela desembolsou cerca de 20 mil dólares, o equivalente a cerca de R$ 103 mil em valores de hoje.

“A vida é realmente incrível. Eu sou uma nova pessoa graças à cirurgia – ela mudou minha vida. Agora uso roupas que nunca tive a confiança de usar antes. Eu realmente posso me expressar como quero e até mostrar um pouco mais de pele”, disse ela ao The Sun.

“Claro que dinheiro compra felicidade!”, disse Scarlet, ressaltando que todo o dinheiro que ela gastou em procedimentos estéticos valeu a pena, pois elevou radicalmente sua autoestima.

Scarlet disse que a falta de autoestima surgiu quando ela ainda era muito jovem e já estava um pouco acima do peso considerado ideal. O bullying que passou a sofrer devido à sua aparência a fez se sentir muito insegura consigo mesma, então ela começou a comer ainda mais como uma forma de fuga emocional.

Ela conta que sua “virada de chave” aconteceu quando um de seus amigos lhe disse que sentia “nojo” por tudo o que ela comia. Foi então que ela decidiu fazer uma cirurgia permanente para mudar sua imagem. Scarlet diz que agora está feliz e se sente “uma nova pessoa”.

Nas redes sociais, muitas pessoas a parabenizaram por sua mudança de vida, mas muitos também chamaram atenção para o fato de que é possível se sentir bonita mesmo não atendendo aos padrões de beleza impostos pela sociedade. Outros apontam que a felicidade pode ser alcançada de maneiras bem mais baratas, como por exemplo, treinando um olhar mais carinhoso para si mesmo.

E você, o que acha sobre o assunto?

***
Redação Conti Outra, com informações de UPSOCL.
Capa: Instagram @scarletblackx.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.