“Tudo que sentimentos, o animal também sente”, disse criciumense que construiu casa para cachorros de rua

“O frio dói, a fome machuca e um lar faz toda diferença para eles”

O frio pode ser muito cruel e, nessa época do ano, é hora da solidariedade sair debaixo das cobertas e observar aqueles que precisam de ajuda.

Pensando nisso, o criciumense Cleovadir Pires, preocupado com o bem estar dos animais de rua, construiu uma casinha muito especial para os cães em frente ao estacionamento em que trabalha há 6 anos.

Dentro da casinha, além de abrigo e cobertores, os animais encontram água e comida. Cleovanir ainda leva medicamentos e procura tratar as pulgas e carrapatos dos animais.

Cleovadir Piris sabe que “Tudo que sentimentos, o animal também sente” e por isso procurou fazer a sua parte ajudando aqueles que estavam próximos a ele.

Como a casinha chamou a atenção da vizinhança, uma das cachorrinhas que a frequentava até já foi adotada.

“O frio dói, a fome machuca e um lar faz toda diferença para eles”, justifica Pires

“Tem cães que não estão mais acostumados com ração, com isso, boto também pães e comida de sal”, alega.

Piris, ainda afirma que os animais não precisam de mal trato e isso não os acrescenta nada. “O cães soltos apanham, eles precisam é de ajuda. Mas, se não querem ajudar, então não os prejudiquem, isso já é uma ajuda”, desabafa.

“As pessoas precisam ter consciência que eles possuem sentimentos e necessidades”, finaliza.

***

Nota da página: O texto acima foi elaborado com informações da matéria de Rafaela Custódio, jornalista do Engeplus.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.