Crianças ouvem história sobre racismo contra casal de idosos e resolvem reparar o erro

Na juventude, um casal em Lua-de-mel foi vítima do racismo de uma sociedade segregadora. Apesar de terem feito uma reserva em um hotel, foram forçados a dirigir oito horas de volta para casa depois que tiveram a reserva rejeitada por serem negros. Sabendo da história 60 anos depois, um grupo de crianças resolveram reparar este erro da maneira mais emocionante possível. Que lindo seria se todos vissem o mundo pelos olhos de uma criança!

REDAÇÃO CONTI outra

Gilbert e Grace Caldwell estavam muito felizes quando se casaram, há 60 anos. A lua-de-mel do jovem casal, no entanto, revelou-se uma grande decepção.

Em 1957, os Caldwell se casaram em uma igreja no estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e depois disso dirigiram oito horas até um Resort em Poconos, na Pensilvânia, para a sonhada lua de mel.

Apesar de terem feito uma reserva, o casal feliz foi forçado a dirigir oito horas de volta para casa depois de serem expulsos do hotel por serem negros.

Este era um período especialmente difícil para os negros nos Estados Unidos, em que práticas de segregação racial em instituições públicas e privadas, ou em serviços e oportunidades, era imposta de forma legal, ou por pressão da sociedade – infelizmente pouca coisa mudou de lá pra cá.

O incidente no hotel levou o casal a se unir ao movimento pelos direitos civis dos negros, em que trabalhavam lado a lado com o pastor e ativista político Dr. Martin Luther King Junior. Nas décadas que se seguiram, Grace e Gilbert continuaram dando discursos e palestras em escolas e organizações sobre sua experiência com o racismo.

Mas quando eles contaram a história de sua lua-de-mel para os alunos da quinta série de uma escola em New Jersey, em janeiro de 2018, as crianças ficaram muito tristes com a história.

Meses depois de ver os Caldwell contarem sua história na escola, todos os alunos da quinta série se uniram e escreveram cartas ao Mount Airy Hotel, que há 60 anos expulsou o casal, pedindo que eles oferecessem aos idosos uma segunda lua de mel com todas as despesas pagas – e adivinhem, o pedido foi atendido!

“Isso me faz sentir muito bem por dentro, porque sabemos que, mesmo sendo crianças, causamos um impacto positivo no mundo”, disse um dos alunos à CBS News.

Ah, se todos vissem o mundo pelos olhos de uma criança!

***

Redação CONTI outra. Com informações de goodnewsnetwork

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.