Um ventilador pulmonar explodiu em um hospital que tratava pacientes com coronavírus no sul da Turquia. O acidente matou nove pessoas, segundo as autoridades locais.

De acordo com o gabinete do governador local, a explosão causou um incêndio na unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário privado Sanko, na cidade de Gaziantep. Pelo menos um dos pacientes morreu durante a transferência para outro hospital.

Em comunicado, o hospital informou que não houve feridos em decorrência do incêndio, iniciado na madrugada de sábado e rapidamente apagado. As vítimas tinham entre 56 e 85 anos.

Uma investigação está em andamento para determinar a causa da explosão. Segundo o gabinete do governador de Gaziantep, vários outros pacientes em tratamento na mesma enfermaria foram transferidos para receber tratamento em hospitais próximos.

“As autoridades tomaram as medidas necessárias”, disse o comunicado, ao apresentar condolências aos familiares das vítimas.

O porta-voz presidencial turco, Ibrahim Kalin, tuitou para desejar “cura urgente para os feridos”, acrescentando: “Fique bom logo, Gaziantep.”

***
Redação Conti Outra, com informações de G1.
Foto: Getty Images via BBC

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.