Conheça este artista que desenha com uma máquina de escrever. Os resultados são impressionantes!

Os desenhos feitos por ele são muito detalhados e parecem levar horas para serem feitos, mas, é justamente disso que o artista diz gostar: gastar tempo fazendo seus desenhos proporcionalmente corretos e pensando em pequenos detalhes.

Ana Carolina Conti Cenciani

Alguns podem dizer que as máquinas de escrever são coisa do passado, mas este jovem artista prova que é exatamente o contrário. O estudante de arquitetura James Cook, de 23 anos, cria obras de arte maravilhosas usando máquinas de escrever manuais, e cada vez mais as pessoas estão se interessando por elas.

Cook se interessou por máquinas de escrever seis anos atrás, quando leu uma notícia sobre um homem que sofria de paralisia cerebral. Incapaz de segurar um lápis ou pincel, ele escolheu desenhar com uma máquina de escrever.

“Tudo começou em 2014 e durante meus estudos universitários, me deparei com a notícia de um homem chamado Paul Smith que, infelizmente, sofria de paralisia cerebral grave. Devido à sua condição, ele não conseguia segurar um lápis ou pincel, mas aperfeiçoou suas habilidades usando a precisão mecânica de uma máquina de escrever para produzir um portfólio de trabalhos incríveis. Inspirado por sua história, decidi fazer de seu trabalho em parte a premissa para meus estudos de arte na faculdade”, conta Cook em entrevista ao Bored Panda.

O artista britânico comprou sua primeira máquina de escrever de um casal que estava vendendo suas antiguidades. Mesmo que muitas pessoas as tivessem no passado, agora é difícil encontra-las, afinal foram substituídas por computadores e notebooks. Mesmo com essa dificuldade, Cook conseguiu aumentar sua coleção para 30 máquinas de escrever diferentes que ele usa para produzir suas ilustrações.

 

Os desenhos feitos por ele são muito detalhados e parecem levar horas para serem feitos, mas, é justamente disso que Cook diz adorar: gastar tempo fazendo seus desenhos proporcionalmente corretos e pensando em pequenos detalhes. “Meus primeiros trabalhos eram um pouco instáveis e ásperos. Comecei com um desenho à máquina de escrever do Edifício Woolworth em Nova York. Foi como aprender um novo idioma (literalmente) feito de sinais de pontuação, letras e números. Foi assim que montei essas marcas na página que revelariam a imagem quando você se afastasse do desenho.”, completa o artista.

Quando questionado sobre quanto tempo leva para fazer um desenho, Cook diz que isso depende de vários fatores. A peça mais complexa pode levar até 30 horas para ser feita.

O artista diz que sempre sonhou em ser arquiteto. Portanto, ele prefere desenhar edifícios em vez de retratos com sua máquina de escrever. “Primeiramente, sempre fui fascinado por edifícios e meu objetivo desde os 5 anos é me tornar um arquiteto. Onde eu moro, no Reino Unido, existem muitos edifícios históricos, como torres, faróis, castelos e eu acho que desde muito cedo, andar por esses lugares despertou algo em mim.”, conta.

Cook atualmente tem uma exposição de seu trabalho no Reino Unido, onde é possível conferir seus melhores trabalhos. Você pode saber mais sobre isso em seu site e no Instagram. Deixamos agora, algumas ilustrações de James Cook. São incríveis!

 

 

Com informações de Bored Panda

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.