Por Marie Miguel

Quando se pensa em saúde, muitos associam à saúde física. Cuidar do corpo, manter uma dieta saudável, realizar exercícios físicos. Porém, somos mais do que nossos corpos físicos. A nossa saúde mental é tão importante quanto a física para ser preservada e nutrida.

No entanto, infelizmente, ainda é uma área pouco explorada pela saúde pública no mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, são poucos aqueles que têm acesso a tratamentos de saúde mental adequados e de qualidade. Para agravar ainda mais a situação, a pandemia do COVID-19 afetou em muitos graus a saúde mental das pessoas.
Em meio a um cenário incerto, com restrições de encontro físico entre as pessoas e o apelo ao confinamento residencial para impedir a disseminação do vírus, muitos transtornos e doenças mentais passaram a ser a realidade de milhões de brasileiros. No Brasil de 2020, a busca por therapy, ou terapias, cresceu em 32%.

Porém, não é fácil reconhecer os sintomas que acompanham a piora da saúde mental e talvez seja ainda mais difícil identificar que se precisa de ajuda profissional. Afinal, saúde mental é um tema que passou a ser mais discutido nos últimos anos, porém ainda não é totalmente difundido pela sociedade.

É por isso que a Semana da Conscientização sobre a Saúde Mental é extremamente importante. Durante a pandemia do covid-19, muitos viram a sua própria saúde mental piorar, ou até experienciaram as dificuldades de colegas, amigos e familiares. Suporte e ajuda profissional é essencial para todos que passam por dificuldades relacionadas à sua saúde mental, mas não são todos que reconhecem isso. Assim, a Semana da Conscientização sobre a Saúde Mental entra em cena para exatamente clarificar o que é saúde mental e como preservá-la.

O que é a Semana da Conscientização sobre a Saúde Mental?

Criada há 21 anos pela Mental Health Foundation no Reino Unido, a Semana da Conscientização sobre a Saúde Mental é um evento anual que foca em esclarecer à população o que é saúde mental e como ter uma boa relação com ela. Esse ano, o evento acontecerá entre 10 e 16 de maio.

Além disso, é uma semana inteiramente dedicada a falar e compartilhar histórias e assuntos relevantes relacionados à saúde mental. É a chance para se falar sobre qualquer assunto que envolva o tema e para acolher o máximo de pessoas possíveis. O importante é começar a conversa.

E falando sobre temas, é importante mencionar que o evento tem um tema diferente a cada ano. Em 2021, a temática escolhida foi “natureza”. De acordo com a Mental Health Foundation, a natureza foi escolhida para incentivar as pessoas a perceberam a conexão delas com o meio ambiente. É um estímulo para a relação pessoa-natureza.

A natureza, segundo a Fundação, é uma importante fonte para a saúde mental. É onde nos conectamos efetivamente com nós mesmos e onde conseguimos perceber melhor nosso bem-estar. Assim, busca-se incentivar que as pessoas parem por um momento e apreciem os sons da natureza, a beleza dos arredores e a simplicidade, porém importante, dos elementos da natureza, desde as plantas até a abelha que poliniza as flores.

Qual a importância da Semana da Conscientização sobre a Saúde Mental?

A importância da Semana da Conscientização sobre a Saúde Mental está exatamente em seu nome: conscientização. É uma semana totalmente voltada a quebrar concepções erradas e até tabus que acompanham o tema saúde mental. Além disso, é sobre esclarecer às pessoas a importância de se ter saúde mental e saber identificar quando ela precisa de cuidados.

É uma semana aberta a todos que queiram participar. Busca-se começar e nutrir conversas sobre o assunto e incluir temas de saúde mental de maneira facilitada e natural nos tópicos diários de conversação. A partir da conversa e abertura instalada, objetiva-se também mostrar a importância de se conseguir ajuda e conselhos profissionais por meio de terapias.

Como você pode celebrá-la?

Há várias maneiras que você pode celebrar a Semana da Conscientização sobre a Saúde Mental. Aqui estão 7 dicas para você pensar sobre:

1. Aprenda a falar sobre saúde mental

A semana da conscientização é sobre falar e compartilhar. É um importante passo para quebrar estigmas, tanto para a sociedade quanto para você mesmo. Encontre alguém que você confie, seja um amigo, familiar, ou principalmente, um terapeuta profissional licenciado.

2. Compartilhe por que você luta pela saúde mental

Ao decidir pela abertura, compartilhe quais são suas principais lutas diárias. Mostre por que você acha importante lutar por uma boa saúde mental. Ajude a criar um movimento positivo de luta e perseverança sobre as principais dificuldades que você passa diariamente.

3. Desenvolva sua rede de suporte

Sua rede de suporte são as pessoas em sua vida que cuidam e se importam com você. Sua família, amigos, colegas e até terapeuta. Pegue um tempo para nutrir esses relacionamentos, leve a sério as conexões que você realiza.

4. Mantenha-se fisicamente ativo

Faça exercícios físicos! Além de ótimo para a saúde física, manter-se ativo ajuda na liberação de endorfina, um hormônio capaz de nos dar a sensação de recompensa e bem-estar.

5. Faça algo por você: seja criativo!

Pratique hobbies, atividades que lhe deem prazer e não te pressionam a ser produtivo. Atividades manuais são muito boas, pois liberam uma sensação de satisfação com nós mesmos e aliviam os sintomas de estresse.

6. Pratique atos de bondade

Em plena pandemia de COVID-19, opte por praticar atos de bondade, seja com seu vizinho, ou amigos e familiares. A bondade é uma boa forma de ajudar aqueles que estão experienciando momentos difíceis com a sua saúde mental.

7. Leve a sua saúde mental a sério

Por fim, leve a sério a sua saúde mental. Não hesite em procurar profissionais licenciados para ajudá-lo em suas dificuldades, sejam elas quais forem. Além disso, começar uma terapia é uma boa maneira para você se auto conhecer e entender melhor sua própria saúde mental.

***

Marie Miguel Biography

Marie Miguel has been a writing and research expert for nearly a decade, covering a variety of health- related topics. Currently, she is contributing to the expansion and growth of a free online mental health resource with BetterHelp.com. With an interest and dedication to addressing stigmas associated with mental health, she continues to specifically target subjects related to anxiety and depression.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.