Alguns acontecimentos obrigam a nós, humanos, a deixarmos um pouco de lado nossos protocolos de organização e até mesmo regras em determinados ambientes, mas sempre com um propósito maior.

Na história que vamos contar hoje, alguns comissários de bordo foram forçados a quebrar o protocolo de um voo, para salvar a vida de uma indefesa cachorrinha. E, a ação teve resultados gratificantes.

Foto: Reprodução / Facebook

Os três cães de Michele e Steven Burt estavam em um voo indo da Flórida para Massachusetts, nos Estados Unidos.

Mas, durante a viagem, Michele percebeu que a sua Bulldog Francês “Darcy” estava tentando empurrar seu rosto para fora da porta. E, quando verificou, percebeu que algo estava muito errado.

“Notei que sua língua estava azul e estou ciente de que é um sinal de oxigênio insuficiente (hipóxia), então puxei-a de debaixo do assento e coloquei-a no meu colo para que pudesse respirar melhor. Ela estava em pânico!”, conta a mulher.

A princípio, a comissária de bordo chamou a atenção de Michele ao ver que seu cachorro estava fora. Já que a ação é estritamente contra as regras e, claro, Michele estava ciente disso. Mas, o motivo era mais importante do que seguir os protocolos e ela sabia que a cachorrinha estava em grave perigo e poderia não sobreviver se ela colocasse Darcy de volta em sua transportadora.

Quando a aeromoça foi comunicada que o cãozinho estava naquelas situações, ela rapidamente chamou seus companheiros da tripulação e todos entraram em ação.

Os comissários de bordo Renaud Spencer e Diane Asher pegaram alguns sacos de gelo para ajudar Darcy a se acalmar. No entanto, isso não pareceu ajudar. Então, Renaud teve uma ideia diferente.

“Renaud, que explicou que também tinha um Bulldog Francês (Penelope), trouxe um pequeno tanque de oxigênio com uma máscara acoplada e ofereceu dizendo: “Talvez isso ajude”, contou Michele.

Foto: Reprodução / Facebook

E assim, depois que a máscara foi colocada, Darcy finalmente conseguiu respirar e começou a se acalmar. “Eu acredito firmemente que eles salvaram a vida de Darcy!”, relata a tutora.

Foto: Reprodução / Facebook

A ação dos comissários de bordo foi contra as regras e eles sabiam que haviam violado o protocolo. Mas, a companhia aérea JetBlue, afirmou que não poderiam estar mais orgulhosos. Em seu comunicado divulgado, os comissários forma elogiados.

“Nossa missão é inspirar a humanidade, e estamos muito orgulhosos desses membros da tripulação que sempre demonstraram paixão por um excelente atendimento ao cliente.”

Aplaudimos esses comissários de bordo por irem além das suas obrigações para salvar a vida de Darcy!

 

Com informações de Eu Gosto de Bicho

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.