Márcio Viana Pinheiro, de 52 anos, é dono de um pequeno bar e adega em Sorocaba (420 km de SP) e também a mais nova ‘celebridade da internet’. Acontece que, neste fim de ano, ele decidiu não ficar no prejuízo e tomou a atitude drática de colocar na frente de seu bar uma placa com os nomes dos clientes inadimplentes.

A atitude de Márcio viralizou na internet e, com isso, ele acabou recuperando praticamente toda a dívida de R$ 2.300.

“Antes de colocar a plaquinha eu avisei um por um, eram 13 pessoas devedoras. Depois de sair na internet, acabou que quem devia os maiores valores me pagou. Já ganhei R$ 2.100. O fim de ano vai ser mais farto esse ano”, disse Márcio ao F5.

O comerciante diz que todos os anos chega a perder mais de R$ 2.000 só de contas penduradas no bairro e já tinha até se acostumado com isso. “Como somos todos amigos, eu, às vezes, deixo para lá. Esses quatro que ainda me devem provavelmente não vou cobrar”, diz ele.

Segundo Márcio, ele optou por não cobrar os últimos quatro clientes inadimplentes porque não quer perder amizade com os fregueses e porque a repercussão nas redes sociais fez com que as suas vendas aumentassem.

“Muito mais gente que eu nem conhecia agora vem aqui comprar de mim. Melhorou minha situação. Gostei da exposição”, diz.

Mesmo feliz com a fama recém-adquirida na internet devido à sua “lista de caloteiros”, Márcio garante que pretende não vender mais fiado em 2022.

“No ano que vem não deixarei chegar a esse ponto. Ainda brinquei com o pessoal por aqui que numa próxima lista de inadimplentes vou colocar a foto. Quero ver não pagar”, diverte-se.

Nicolas Pereira, de 15 anos foi responsável pelo registro que viralizou na internet. Segundo ele, não se fala em outra coisa na região. “Teve até uma vizinha que ficou com medo e disse que iria pagar logo”, conta.

***
Redação Conti Outra, com informações de Yahoo.
Fotos: Reprodução/Redes Sociais.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.