Com dinheiro de dízimo, igreja quita dívidas de 48 famílias de sua congregação

Uma igreja no estado do Alabama, nos Estados Unidos, utilizou o dinheiro doado pelos seus fiéis para quitar dívidas de 48 famílias de sua congregação.

REDAÇÃO CONTI outra

Uma igreja no estado do Alabama, nos Estados Unidos, utilizou o dinheiro doado pelos seus fiéis para quitar dívidas de 48 famílias de sua congregação. A iniciativa, que proporcionou um novo começo para muitas pessoas, partiu do pastor presidente, Vanable H. Moddy, que afirmou que através deste ato pretende ser as “mãos e os pés de Jesus”, para aqueles que enfrentam adversidades: “Nós sentimos o chamado para erradicar essas dívidas, porque queremos dar às pessoas um novo começo e ajudá-las a sair deste buraco”.

E a prática de ajudar os mais necessitados não é novidade na Worship Center Christian Church. Há algum tempo a igreja realiza trabalhos para pessoas desabrigadas, visitando prisões na região e distribuindo alimentos. O pastor Moddy também se empenha em ministrar sermões relacionados à gestão financeira aos seus fiéis.

“Tivemos uma série de mensagens que ensina sobre as finanças, e uma das mensagens direcionadas foi sobre a importância de viver livre de dívidas. Nesta mensagem, tratei com a dor que a dívida realmente provoca nas pessoas e prejudica a qualidade de vida de diferentes maneiras”, explica o pastor.

Além da ajuda para quitar as dívidas, as 48 famílias beneficiadas pela ação da igreja também receberam aulas sobre gestão financeira e espera-se que possam iniciar uma nova vida livre das dívidas e com o conhecimento adquirido sobre uma melhor administração de suas rendas.

***

Redação CONTI outra. Com informações de AOL e Razões para Acreditar

Foto: divulgação Worship Center Christian Church

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.