Com 12 ilustrações, este artista conta uma história linda e sincera sobre um lenhador solitário. Confira!

Essas ilustrações nos contam uma história comovente sobre um lenhador que não foi capaz de esquecer alguém que amava profundamente.

Ana Carolina Conti Cenciani

Embora saibamos que nada dura para sempre e que somos todos seres mortais, quando perdemos alguém que amamos, não conseguimos driblar a tristeza e o sentimento de luto. E é aí onde percebemos que realmente não temos consciência disso. Temos a tendência de esquecer nossa mortalidade e tomar tudo como garantido, mas quando alguém que amamos desaparece para sempre, geralmente não lidamos facilmente com a situação. Afinal, lidar com uma perda é sempre devastador. Um artista da Filadélfia decidiu ilustrar os sentimentos e a angústia que acontecem quando de repente perdemos alguém e não conseguimos deixar de lado.

Tom Booth é um ilustrador, autor e também diretor de arte cujas obras são amplamente reconhecidas no campo artístico. Ele escreveu e ilustrou títulos aclamados pela crítica, como ‘This Is Christmas’, ‘Day at the Beach’ e ‘Don’t Blink!’ Seu projeto mais recente apresenta ilustrações melancólicas e sonhadoras que nos trazem sentimentos nostálgicos e sentimentais. Essas ilustrações nos contam uma história comovente sobre um lenhador que não foi capaz de esquecer alguém que amava profundamente. O pobre grandalhão continua esculpindo a imagem de sua amada em madeira para manter sua memória viva até que finalmente ele sinta a sensação de segurá-la em seus braços.

Inspirado por seu irmão mais velho, Tom começou a desenhar quando tinha apenas 5-6 anos de idade. Ele trabalhou duro tentando acompanhar o irmão e, quando foi para a faculdade, teve a honra de fazer os desenhos animados para seu trabalho na faculdade. Apesar de tudo, nosso artista escolheu um caminho diferente e se dedicou a estudar História. Mesmo assim ele não esquecia seu lado artístico e fazia caricaturas o tempo todo. Isso o levou a algumas coisas incríveis e agora ele pode se orgulhar de ser um diretor de arte.

O artista nos dá uma boa visão de uma história comovente que será publicada em breve. “Este é um projeto pessoal com uma grande história que pretendo publicar. Ainda não quero dizer em que formato será publicado e também não quero revelar a história completa, então vou apenas dizer que é uma história de perda ”- disse o artista ao Bored Panda.

Confira!

 

 

Créditos de imagem: Tom Booth / Informações de Bored Panda

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.