Uma mulher chamada Carly causou alvoroço nas redes sociais recentemente ao compartilhar um vídeo que mostra dezenas de larvas dentro de um dispenser de ketchup de uma lanchonete do McDonald’s em Cheltenham, na Inglaterra.

“Não use as bombas de molho no McDonald[‘s] da High Street em Cheltenham”, escreveu Carly Ormerod, de 34 anos, no post que viralizou. Veja o vídeo:

Em entrevista à agência de conteúdo Kennedy News and Media, Carly revelou que fez o flagra enquanto almoçava na unidade em questão, na companhia de sua filha e de uma amiga da adolescente.

“Diria que havia cerca de 30 a 40 larvas. […] Havia moscas e vermes, e eles deviam estar lá fazia algum tempo para se reproduzirem assim.”, lembrou Carly.

A cliente diz ter perguntado aos funcionários se as máquinas eram limpas com periodicidade, visto que boa parte do ketchup estava seco. A reação deles, de acordo com Carly, foi a mesma que a dela, com o acréscimo de terem tentado censurar a situação.

“Eles meio que invadiram a cena, em pânico, e não queriam que ninguém visse”, contou, “[mas] todas as mesas ao redor viram, e todos ficaram horrorizados.”

À princípio, o McDonald’s não respondeu à denúncia feita pela cliente no Facebook. No entanto, a empresa contatou a Kennedy News depois que o caso foi divulgado e ganhou repercussão. “A segurança e a higiene alimentar são de extrema importância para nós”, afirmou um porta-voz. “Estamos extremamente desapontados ao ver que falhamos nessa ocasião.”

A mensagem afirma ainda que “a área de condimentos e dispensers são verificados quanto à limpeza diariamente” e que os acessórios com as larvas foram imediatamente retirados para limpeza e higienização. O McDonald’s também se comprometeu a abrir uma investigação para entender como a contaminação ocorreu.

***
Redação Conti Outra, com informações do R7.
Capa: Reprodução/Facebook.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.