Clementinum: conheça a biblioteca mais bonita do mundo!

Na República Tcheca, a biblioteca mais bonita do mundo surpreende todos os leitores com sua beleza barroca. Conheça mais.

Ana Carolina Conti Cenciani

Ir à biblioteca geralmente não é um panorama popular na rota de qualquer viajante. Muitas vezes elas não são vistas como paradas turísticas, principalmente quando comparados a praias, praças, monumentos e construções históricas. No entanto, a beleza e peculiaridade de algumas bibliotecas são tão impressionantes que quem não as visita pode estar cometendo um erro imperdoável.

Entre as atrações pouco conhecidas de Praga, na República Tcheca, destaca-se uma das belezas mais majestosas do mundo literário. A biblioteca Clementinum é o lugar mais bonito do mundo para procurar um livro. Entre suas paredes e prateleiras que exibem um luxuoso estilo barroco, estão alojadas mais de 20 mil cópias, principalmente da literatura teológica.

A construção abrange mais de dois hectares, o que também a torna um dos maiores edifícios da Europa.

Clementinum foi fundada pelos jesuítas após sua chegada à Boêmia em 1556. Em princípio, os membros da ordem viviam lá, mas em 1653 seus propósitos começaram a se expandir.

Sua reconstrução durou mais de 170 anos; assim, além do barroco -seu estilo principal- várias outras tendências arquitetônicas convergem para lá, assim sendo capazes de fazer você pensar que está viajando no tempo a cada passo que dá. Como biblioteca, Clementinum abriu suas portas pela primeira vez em 1722, como parte da universidade jesuíta.

Em seus corredores, você pode se sentir parte da realeza europeia e aproveitar o luxo dos séculos passados neste espaço único. Sua beleza tem sido uma fonte de inspiração para mentes criativas, sendo várias vezes cenário para obras literárias e cinematográficas. E não é a toa! A biblioteca é mais do que linda!

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.