Claudia Alencar, de 75 anos, participou recentemente do podcast “Papagaio Falante”, comandado pelo humorista Sergio Mallandro, e falou sobre diversos assuntos; entre eles, a polêmica causada pelas declarações preconceituosas feitas pela colega de prosissão Cássia Kis, de 64. Para Claudia, a artista “se declarou homofóbica”.

A atriz frisou que a posição política de Cássia é “contrária à da maioria dos artistas”, mas ressaltou que esse não é o problema. Claudia defende que a problemática consiste nas falas homofóbicas da atriz de “Travessia” (TV Globo).

“Ela se declarou homofóbica, se declarou contra os gays. [Ela disse]: ‘como é que pode existir homem com homem e mulher com mulher? [Eles] não podem ter filho’. Quer dizer, um absurdo desse”, disse, ressaltando que considera Cássia Kis “uma atriz boa”, mas “que realmente ela está equivocada”.

Claudia Alencar disse ainda que Cássia Kis tem uma postura “mais enfática diante das coisas”, a exemplo das posições religiosas e políticas dela.

“Agora ela é religiosa e muito enfática diante disso, diante da posição política dela. Você pode ter a posição que você quiser, agora [ela] é homofóbica”, completou.

Durante a disputa presidencial, Cássia Kis declarou apoio ao candidato Jair Bolsonaro (PL) e, ao defender o político de extrema direita, fez um discurso homofóbico sobre as relações homoafetivas, sob a alegação de defesa por estarem “destruindo a família”. As declarações forma feirtas em uma live realizada com a jornalista Leda Nagle.

***
Redação Conti Outra, com informações do UOL/Splash.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.