Com a chegada do vírus Covid-19, medidas precisaram ser tomadas e a quarentena foi uma das principais orientações para que o vírus não se propagasse. Além disso foram fechados temporariamente alguns estabelecimentos que geravam a aglomeração de pessoas, dentre eles: os cinemas.

Foi a partir dai que Jamile Coelho, Cíntia Maria, e o gestor Cultural Chicco Assis tiveram a ideia de fazer um cinema diferente. Como estavam todos em casa, o projeto “Cine Janela” achou uma maneira de entreter as pessoas durante a quarentena. A rede colaborativa projeta filmes nas fachadas de um prédio de Salvador, transformando as próprias varandas e janelas em telas de cinema para os moradores da região.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Hoje (27) é sexta feira e teve mais cinema no conforto da sua casa. ?? ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ A nossa VI Sessão foi pensada por 3 integrantes do COATO coletivo (@coatocoletivo), Ixchel Castro (@ixchel.caf), Mirian Fonseca (@mirisfonseca) e Natiely Santos (@nattyysan) e traz cinco curtas de animação internacionais, são eles: “Cuerdas”, “La Cour”, “Tamara”, “The Power of Teamwork” e “The Egyptian Pyramids”. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Nossas sessões do 2 de Julho contam com o apoio da Fundação Gregório de Mattos (@fgmoficial) que nos emprestou um projetor incrível que traz uma maior nitidez pra quem tá assistindo. Estamos muito felizes com todo o apoio que estamos recebendo e pela parceria. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ Todos os dias tem Cine Janela. ? Começamos às 19h, hein?! Chama a vizinhança do 2 de Julho! #cinejanela

Uma publicação compartilhada por Cine Janela (@cine.janela) em

Por enquanto, o projeto ocorre no bairro Dois de Julho e prioriza a transmissão de filmes mudos, para que nenhum vizinho se incomode com o som. Consequência disso é a cultura sendo espalhada, filmes clássicos –como Tempos Modernos, de Charlie Chaplin- são projetados e muitas pessoas podem ter acesso.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Cine Janela (@cine.janela) em


Ocorrendo sempre às 19h no Edifício Maria Helena, a programação também contou com curtas metragens de animação, como Hair Love, vencedor do Oscar na categoria, “Dia Estrelado”, “Guida” e “Vida Maria”.

Além de realizar suas próprias exibições na região do Dois de Julho, o grupo incentiva outros projetos e aqueles que quiserem fazer projeções em outros edifícios da cidade. A página no Instagram do grupo (@cine.janela) é sempre atualizada com a programação e dá um gostinho da experiência.

Com informações de iBahia

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







Ana, 20 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui matérias que são boas de se ler.