Chinesa de 103 anos é pessoa mais velha a se curar do Covid-19

A chinesa Zhang Guangfen tem 103 anos de idade e sofre com uma doença crônica. Portanto, seria esperado que ela manifestasse os sintomas graves do novo coronavírus. Entretanto, contrariando todos os prognósticos, ela se recuperou após apenas seis dias de tratamento.

REDAÇÃO CONTI outra

A esta altura, já sabemos que as pessoas com mais de 65 anos de idade e aquelas que sofrem com doenças crônicas são as que correm mais risco de manifestar sintomas graves da covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. E é justamente por isso que a história de cura da chinesa Zhang Guangfen chamou tanta atenção da mídia. Ela tem 103 anos de idade e é vítima de uma doença crônica.

A chinesa, que se tornou a pessoa mais velha a se recuperar do novo coronavírus, recebeu o diagnóstico no Hospital Liyuan, na Faculdade de Medicina Tongji, em Wuhan – cidade na China que é epicentro da pandemia, em 1º de março. O mais espantoso é que a recuperação da idosa se deu após apenas seis dias de tratamento.

Segundo o médico que a atendeu, Zeng Yulan tinha um quadro de bronquite crônica leve, mas isso não prejudicou seu estado de saúde.

O jornal britânico The Independent, que foi quem primeiro noticiou a história de Zeng Yulan, publicou também um vídeo que mostra a mulher sendo escoltada para fora do hospital rumo a uma ambulância após receber alta no último dia 10.

O exemplo desta mulher com certeza representa uma esperança a muitas pessoas no mundo.

***

Imagem de capa: JEROME FAVRE – EFE/EPA – 12.03.2020

Redação CONTI outra. Com informações de R7

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.