China construiu hospital em 10 dias e já recebe primeiros pacientes com coronavírus

A cidade chinesa de Wuhan, onde se iniciou a epidemia de coronavírus, é testemunha de um feito impressionante. Sua população viu ser construído em apenas 10 dias um hospital com 1.000 leitos, prontos para acolher pacientes infectados pelo vírus.

REDAÇÃO CONTI outra

A cidade chinesa de Wuhan, onde se iniciou a epidemia de coronavírus, é testemunha de um feito impressionante. Sua população viu ser construído em apenas 10 dias um hospital com 1.000 leitos, prontos para acolher pacientes infectados pelo vírus.

Chamado Huoshenshan, o hospital já acolheu nesta segunda-feira, 03, os primeiros pacientes. Eles chegaram às 10h (horário local), de acordo coma mídia estatal, mas não foram divulgadas identidades ou o estado de saúde deles.

O hospital, que tem uma estrutura de 25 mil metros quadrados, começou a ser construído no dia 23 de janeiro.O canteiro de obras foi ocupado por cem tratores e quatro mil trabalhadores que se revezaram em três turnos de trabalho, de acordo com a agência Xinhua.

Corredor do hospital temporário de Huoshenshan em Wuhan, no centro da China — Foto: Chinatopix/AP

Se você já ficou impressionado com a eficiência dos chineses em levantar um hospital em 10 dias, saiba que este não será o único. Um segundo centro médico, o Leishenshan, com capacidade para 1.500 leitos, está em construção e deve ser inaugurado nos próximos dias.

Para que a construção fosse realizada em tão pouco tempo, o governo chinês usou construções pré-fabricadas para abrigar as centenas de leitos. Módulo a módulo, os hospitais vão sendo montados a partir das peças que chegam das fábricas ou de depósitos.

Imagens da emissora estatal chinesa CGTN mostraram dezenas de tratores nivelando o solo para receber os blocos pré-fabricados. Enquanto os primeiros módulos eram montados, operários preparavam a rede elétrica do novo local.

Aproximadamente 50 milhões de pessoas estão impedidas de deixar Wuhan, capital da província de Hubei, e cidades vizinhas. Até o momento, mais de 360 pessoas morreram e mais de 17 mil foram infectados em diferentes partes do mundo.

Na quinta-feira (30), em meio à crise, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência internacional.

***

Imagem de capa: Grupo trabalha na terça-feira (28) em local onde será montado hospital Huoshenshan, em Wuhan, na China, para receber pacientes com o novo coronavírus — Foto: Chinatopix via AP

Redação Conti outra. Com informações de G1

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.