Chilenos espalham casinhas térmicas pela cidade para que cãezinhos de rua não sofram com o frio

Nas mais baixas temperaturas do inverno no Chile, muitos cãezinhos de rua encontram nessas casinhas feitas com papelão um meio de sobreviver. Se eles pudessem, diriam obrigado.

REDAÇÃO CONTI outra

Devido ao aquecimento global, toda a humanidade tem experimentado temperaturas extremas. Hoje, verão e inverno podem ser insuportáveis em algumas regiões do mundo.
A maior parte das pessoas pode se abrigar e se cobrir para não sentir frio, mas os animais de rua não conseguem suportar o frio sozinhos, embora muita gente ache que os pelos deles os protegem de qualquer temperatura.

No Chile, uma pessoa de enorme coração decidiu fazer algo para mudar a triste situação dos animais de rua. Graças à sua admirável ação, cachorros e gatos puderam dormir um pouco mais aquecidos e confortáveis durante as longas e geladas noites do país.

 

A grande ideia foi criar casas com caixas de papelão, enchê-las com confortáveis almofadas, cobertores acolchoados e forrá-las com sacos de lixo para evitar que se molhem em caso de chuva.

Este herói desconhecido não é o único que se preocupa com os cães. Cristal Martínez é uma jovem com grande iniciativa para criar casas para cães de rua. Ela e outras pessoas generosas fazem esse belo trabalho, mas às vezes nem sempre têm recursos e materiais suficientes para construir as casinhas.

Martínez enfatizou a importância das doações de pessoas generosas que contribuem com o que podem para tornar este mundo um lugar melhor para se viver.

Embora esses cães não possam dizer obrigado, eles com certeza são gratos a quem os ajuda.

***
Redação CONTI outra. Com informações de Nation

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.