Chihuahua “diabólico” precisa de um lar definitivo, mas odeia tudo ao seu redor

“Não existe um mercado muito grande para cães neuróticos que odeiam homens, animais e crianças e que se parecem com um 'gremlin'. Mas tenho que acreditar que existe alguém disposto a adotar o Prancer, porque estou cansada e minha família também ”, disse Tyfanee Fortuna, a mulher que cuida do cão atualmente.

CONTI outra

A sinceridade é algo que sempre se valoriza em uma conversa, principalmente quando há coisas transcendentes em jogo. Nesse caso, uma mulher que aceita cães temporariamente foi talvez muito franca a respeito de Prancer, um chihuahua que está morando com ela por alguns dias.

Prancer é – para dizer o mínimo – bastante complicado, de acordo com a descrição de Tyfanee Fortuna em sua conta no Facebook. O cão tem dois anos e um temperamento péssimo, então a mulher, que já fez o impossível para ter um bom relacionamento com ele, já está cansada e quer encontrar um lar permanente para ele.

É por isso que a mulher recorreu às redes sociais para fazer um relkato bastante honesto e um apelo:

“Ok, eu tentei. Tenho tentado colocar este cachorro para adoção nos últimos meses e fazer com que ele pareça… legal. O problema é que ele simplesmente não é. Não existe um mercado muito grande para cães neuróticos que odeiam humanos, animais e crianças e que se parecem com um gremlin. Mas eu tenho que acreditar que existe alguém lá fora para Prancer, porque estou cansada e minha família também. Todos os dias vivemos no inferno que este chihuahua criou em nossa casa.”, disse Tyfanee Fortuna no Facebook.

A mulher conta que Prancer chegou na sua casa obeso, de suéter e com um sanduíche de bacon, ovo e queijo na gaiola.

Ele morava com uma mulher mais velha que o tratava como um humano e nunca o fez se socializar. “Polvilhe um pouco de predisposição genética para ficar nervoso, e você terá um desastre neurótico chamado Prancer”, disse a mulher.

“Em sua primeira semana, ele estava apavorado demais para ter uma personalidade. Por mais terrível que pareça, eu preferia assim. Ele ficou quieto e apenas se deitou no sofá, não incomodando ninguém. Fiquei animada ao vê-lo sair de sua concha e se tornar um cachorro de verdade. Agora, estou convencida de que não é um cachorro real, mas a reencarnação de um menino vitoriano traumatizado que agora assombra nossa casa.”, disse Tyfanee.

Para continuar com essa descrição franca, Tyfanee comentou que Prancer só gosta de mulheres e que “odeia os homens mais do que as próprias mulheres, o que diz muito”. Ele recomenda a seus seguidores que não peçam adoção se tiverem marido, “a menos que o odeiem”.

Além disso, ela diz que essa suspeita se estende a outros animais, e que Prancer os morde “como se fossem bonecos de pano”. Este é um assunto particularmente complicado, já que Tyfanee aceita animais de estimação, ela atualmente tem 7 outros cães e 12 gatos em casa. Até agora o conflito não aumento , mas Prancer rosna impiedosamente para qualquer um que se aproxime dele.

No entanto, Tyfanee admite que, apesar de todos os problemas já citados, Prancer é muito leal – mesmo que seja um disfarce para encobrir seu medo crônico – e que quando se trata de companheirismo, quem o adota nunca se sentirá sozinho. Além disso, gosta de passear de carro e fica muito quieto e “não muito destrutivo” quando é deixado sozinho em casa.


]

“Seu lar ideal seria com uma mulher solteira, uma mãe e uma filha, ou uma parceira lésbica. Não se pode morar em apartamento ou condomínio, a não ser que queira que Prancer morda os tornozelos dos vizinhos (…) Sei que é difícil encontrar alguém que queira ‘Chucky, o boneco diabólico’ no corpo de um cachorro, mas devo tentar”, contou Tyfanee Fortuna no Facebook.

Por fim, a mulher deu algumas informações sobre o processo de adoção do Prancer e fez um comentário final: “Ah, ele tem apenas dois anos e provavelmente viverá até os 21, então considere isso se tiver interesse.”

A verdade é que este anúncio não é muito auspicioso e duvidamos que Prancer encontre um lar em breve, mas como dissemos no início, a sinceridade é sempre apreciada ao tomar decisões importantes.

***
Redação Conti Outra, com informações de UPSOCL.
Fotos: FB: Tyfanee Fortuna.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.