Por anos, o chef José Andrés e sua instituição de caridade são elogiados por alimentar as pessoas mais vulneráveis do mundo – e agora ele está transformando seus próprios restaurantes 5 estrelas em cozinhas que oferecem comida para famílias que podem estar tendo problemas para sobreviver durante o surto de COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Embora Andrés tenha anunciado que esses restaurantes serão fechados ao público em geral até novo aviso, o chef disse que oito de seus badalados restaurantes de Washington DC e Nova York ainda serviriam comida gourmet a famílias desempregadas e trabalhadores em dificuldades.

Os funcionários da cozinha de sopa estão pedindo 7 dólares por refeição, mas “quem não puder pagar, também será bem-vindo”, acrescentou Andrés em comunicado.
As cozinhas improvisadas começaram ontem a servir refeições para viagem, entre o meio-dia e as 17h. Além disso, todos os seus funcionários estão tendo uma folga remunerada nas duas primeiras semanas.

A instituição de caridade de Andrés, World Central Kitchen, também serve refeições para as pessoas afetadas pelo coronavírus, incluindo os passageiros e funcionários dos navios de cruzeiro em quarentena a bordo do Grand Princess.

***

Redação CONTI outra. Com informações de goodnewsnetwork

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.