O comentarista e ex jogador Walter Casagrande Júnior fez diversas sinalizações sobre o camisa 10 da seleção brasileira, Neymar, depois que o Brasil perdeu para Croácia na último dia 9 de dezembro durante as quartas de final da Copa do Mundo do Catar.

Dentre as falas de Casagrande, o que foi mais exaltado criticamente foi a liderança dos jogadores:

“Passou para a semifinal da Copa do Mundo o melhor número 10, o cara que joga para o seu time e não para si. Ganhou o altruísta, e foi embora o egoísta. Na realidade, continua na Copa o grande líder. E o outro? Bem, o outro foi embora”, disse Casagrande para UOL

E continua:

“A meu ver, uma liderança super positiva do Modric. E uma liderança egoísta e, no mínimo, duvidosa, do Neymar. Dois caras com interesses inversos: um super focado, e o outro super debochado”, também afirmou Casagrande.

No jogo, o empatou em 0 a 0 com a Croácia os dois primeiros tempos. Durante o primeiro tempo da prorrogação, Neymar fe um gol aos 16 minutos do primeiro tempo. Já no segundo tempo da prorrogação,  a Croácia empatou com o atacante Bruno Petkovic, após assistência do também jogador de ataque Mislav Orsic. Finalmente, durante os pênaltis, a Seleção Brasileira perdeu por 4 a 2.

Casagrande também abordou o fato de Modric ter batido um pênalti para a Croácia, enquanto Neymar não cobrou uma penalidade.

“Modric bateu o seu pênalti e fez, enquanto Neymar ficou esperando a sua vez, que nunca chegou”.

***
Com informações de MG Superesportes







LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES



As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.