Carolina Ferraz doa máquinas de costura para que mulheres tenham seu próprio ateliê no sertão baiano

“Vocês são modelos para muitas mulheres, não desistam” , disse Carolina às 15 batalhadoras

REDAÇÃO CONTI outra

Carolina Repórter’ é o nome do canal do Youtube onde a atriz Carolina Ferraz assume seu lado desbravador, investigativo e ativista e sai por aí descobrindo e contando boas histórias. Recentemente, o programa aconteceu tendo como cenário a cidade de Canudos, no interior da Bahia, onde Carolina teve a oportunidade de conhecer as mulheres da comunidade rural de Raso.

O projeto, desenvolvido por essas grandes mulheres, é o Ateliê Corte e Costura “Forte Severina”. Nele, 15 costureiras que alimentavam o desejo de terem um espaço profissional e que gerasse renda, iniciaram o projeto com apenas uma máquina de costura.

Foto: Reprodução/Instagram @carolinaferrazoficial

Carolina ficou muito emocionada ao conhecer o trabalho das costureiras, “Vocês são modelos para muitas mulheres, não desistam”, disse ela.

Além da visita e do apoio ao projeto criado por Victor Hugo, do Instituto Brasileiro de Expedições Sociais (IBES), a atriz mostrou que tem amor e empatia de sobra, pois também doou para as costureiras do “Forte Severina” mais três máquinas de costura. Desta maneira, elas vão poder realizar o sonho de terem seu próprio ateliê.

Foto: Reprodução/Instagram @carolinaferrazoficial

“Hoje, as mulheres do Severina estão aptas para produzir para qualquer mercado no país todo. O Victor consegue fazer com que a pessoa se sinta forte e orgulhosa de si mesma com o seu trabalho”, afirmou Carolina.

Para ajudar nesse projeto,  acesse a vaquinha na VOAA:  Clique aqui e contribua.

***

Redação CONTI outra. Com informações de Razões para Acreditar

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




REDAÇÃO CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.