Essa é a incrível história de um cachorro que teve a vida salva por um grupo de fantásticos golfinhos. Tudo começou quando um cão Doberman caiu no canal de Marco Island, na Flórida, longe dos olhares dos humanos que frequentam o local. Quando o pior estava por acontecer, os golfinhos vieram em seu socorro.

Os golfinhos viram que o pobre cão lutava para sair da água, o que era uma tarefa praticamente impossível, afinal ele estava preso no canal e a parede que separava a água da terra era muito alta para que ele pudesse escalar.

Foi então que os golfinhos começaram a fazer muito barulho, na esperança de que alguém os ouvisse e viesse verificar o que estava acontecendo.

“Eles fizeram tanto barulho que algumas pessoas que moravam nas proximidades os ouviram e foram investigaram por que eles estavam tão inquietos”, relatou uma testemunha. “Depois perceberam o cachorro preso embaixo do muro do canal, na água.”

Logo que notaram o cão se afogando, os humanos acionaram ajuda. Os bombeiros não demoraram a chegar ao local e, após algum esforço, resgataram o Doberman da água. Era óbvio que ele estava com medo, pois não conseguia parar de tremer. De acordo com os socorristas, o cão passou cerca de 15 horas na água.

Todos os envolvidos no resgate concordaram que é realmente incrível que ele tenha conseguido permanecer vivo por tanto tempo. Ele também estava desidratado porque não tinha bebido nada, e beber água salgada só levou a um quadro mais grave de desidratação.

Depois disso, o cão recebeu os devidos cuidados para se recuperar. Ele agora tem uma dívida de gratidão com o fantástico grupo de golfinhos que o ajudaram a escapar de um fim trágico.

***
Redação Conti Outra, com informações de Itupeva Agora.

Imagem de capa meramente ilustrativa
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.