Quando o termômetro indica -10º C, isso significa frio o suficiente para que alguém se sinta congelando só ao imaginar. E foi exatamente isso que o termômetro leu em uma fazenda da província de Saskatchewan, no Canadá, quando uma bezerrinha finalmente deixou o ventre da sua mãe.

A fazendeira Bonnie Potoroka tinha saído para verificar sua novilha grávida, ironicamente chamada de Summer (verão em inglês), apenas para descobrir que a sua bezerrinha havia chegado antes do previsto e já estava em perigo por causa da baixa temperatura.

“Não estava quente o suficiente”, disse Potoroka à CBC News. “Um bebê está molhado quando nasce, e ela já estava ficando com frio e suas orelhas estavam começando a congelar, então eu a levei para a loja de calefação e foi onde ela ficou.”

Junto com o aquecedor, a ainda não nomeada filhote tem recebido uma recepção extremamente calorosa do cãozinho da fazemdeira, um doce border collie chamado Mickey. Na verdade, quando o bebê não está no celeiro com a mãe, os dois são praticamente inseparáveis.

Os bezerros, assim como os bebês humanos, passam muito tempo dormindo. “Ela deita no tapete e ele logo vem deitar ao lado dela. Eles geralmente dormem juntos”, disse Potoroka à CBC.

Se o vínculo vai continuar quando o bezerro crescer, ninguém sabe, mas como é a primeira vez que Mickey faz tais aberturas amigáveis ​​com seus companheiros de fazenda, Potoroka acha que o relacionamento pode acabar sendo duradouro.

Por enquanto, o adorável par parece não se cansar da companhia um do outro. Gostaria de ver mais fotos desses dois melhores amigos? Basta acessar o Instagram de Bonnie.

***
Redação Conti Outra, com informações de Good News Network.
Fotos: Bonnie Potoroka.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.