Cantora gospel é agredida pelo marido em público e irmão divulga vídeo

"Tenho outros vídeos de agressões em local público e as autoridades ainda não colocaram esse animal na cadeia", desabafou o cantor Juninho Black nas redes sociais ao divulgar o vídeo da agressão sofrida pela irmã em um shopping do Rio.

CONTI outra

Tem circulado nas redes sociais nos últimos dias um vídeo que mostra a cantora gospel Quesia Freitas sendo agredida fisicamente por seu marido, Bruno Feital, em um shopping no Rio de Janeiro. As imagens mostram ainda que várias pessoas interferiram na situação para que ele a soltasse, o que acaba acontecendo depois que vários homens se juntam para interromper a agressão.

O vídeo, feito por uma mulher que passava pelo shopping, acabou sendo repostado no Instagram pelo irmão de Quésia, o também cantor Juninho Black. Na legenda, ele alertou para o teor do vídeo e revelou que a irmã já vinha sofrendo violência do marido há mais de um ano. “Cenas fortes e revoltantes! Minha irmã de sangue @quesiafreitasoficial foi agredida anteontem no Américas Shopping Recreio RJ na frente de todos. O AGRESSOR é o atual marido dela brunofeitaloficial que vem a agredindo há mais de um ano. Minha irmã vem sofrendo tortura psicológica, abuso emocional, agressões físicas e coação”, escreveu ele.

“Resolvi trazer a público o caso agora depois de perdoar várias vezes. Ele a agrediu dessa vez em público e repercutiu através do Instagram @recreionosso e outros grupos. Família, não quero que minha irmã caia nas estatísticas de feminicídio. Tenho outros vídeos de agressões em local público e as autoridades ainda não colocaram esse animal na cadeia”, desabafou o cantor.

“A gente só acredita quando acontece dentro da nossa família e infelizmente dessa vez está acontecendo com minha irmã. Autoridades responsáveis, aqui fica o apelo para que esse covarde pague pelo que vem fazendo com minha irmã e todo transtorno que está trazendo a minha família. Ele tem que estar atrás das grades. Peço ajuda a todos vocês amigos e artistas compartilhem o caso e a foto dele para chamar atenção da justiça”, pediu.

Na última terça (24), Juninho Black voltou a falar sobre o assunto. Ele agradeceu o apoio dos fãs e contou três advogados foram designados para cuidar do caso. Quesia conseguiu uma medida protetiva para proibir o agora ex-marido de chegar perto dela. Bruno está foragido.

Entrevistada pelo programa Balanço Geral, da Record Tv, Quésia revelou que as agressões tiveram início no dia seguinte ao casamento, há cerca de um ano. Ela contou também que Bruno era muito ciumento e possessivo e que a proibia de sair sozinha. A cantora está se recuperando do trauma em São Paulo.

Na manhã desta quarta-feira (25), Quesia usoub seu perfil no Instagram para agradecer as mensagens de apoio que recebeu após relatar a agressão. “Estou lendo tudo e agradeço a cada um, conto com as orações de vocês. Vou ficar sem celular e sei que vai ser uma benção esses dias. Quando eu voltar eu conto tudo, Deus vai falar muito comigo”.

Em seguida, a cantora gospel publicou uma imagem com a frase: “Não é acidente. 25 de novembro, dia internacional da luta contra a violência à mulher”.

***
Redação Conti Outra, com informações de Revista Marie Claire.
Foto destacada: Reprodução/Instagram.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.