Câmera de segurança registra início da confusão antes da morte de João Alberto

Foram divulgadas neste sábado (21) novas imagens das câmeras de segurança de uma unidade do Carrefour de Porto Alegre que mostram por outro ângulo o início da confusão que culminou na morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos.

CONTI outra

Foram divulgadas neste sábado (21) novas imagens das câmeras de segurança de uma unidade do Carrefour de Porto Alegre que mostram por outro ângulo o início da confusão que culminou no assassinato brutal de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, por dois seguranças na noite de quinta-feira (19). (Vídeo no final da matéria)

Nas imagens que foram obtidas neste sábado (21) pelo programa “Fantástico”, da Rede Globo, é possível ver João Alberto sendo acompanhado pelo segurança de dentro do supermercado para o estacionamento. Não é possível ouvir o que eles falam. João Alberto dá um soco em um dos seguranças.

Ao Jornal Nacional, o pai de João Alberto, João Batista Rodrigues Freitas, disse: “Mesmo que fosse um soco, acho que isso não é motivo para tirar a vida de uma pessoa”. Ele classificou de “agressão covarde” e um “ato de racismo” o assassinato do filho.

O vídeo mostra, em ângulo diferente das imagens divulgadas na sexta-feira, o início das agressões e a imobilização de João Alberto, que duraram mais de cinco minutos, mesmo com pedidos de ajuda.

João Alberto fazia compras com a esposa no supermercado quando teria ocorrido um desentendimento com uma funcionária do local.

Ela chamou os seguranças, que leva ram João Alberto para o estacionamento, onde ocorreram as agressões.

ATENÇÃO: Aas imagens a seguir não são recomendadas para pessoas sensíveis.

***
Redação Conti Outra, com informações de G1.
Foto destacada: Reprodução/Youtube.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.