Todos os cães merecem ter um lar junto a um tutor que lhes ofereça todo o cuidado e o amor de que precisam para serem plenamente felizes. No entanto, para muitos cães que foram abandonados ou vivem nas ruas, essa não é uma realidade.

Muitos desses cães “sem lar” acabam encontrando acolhimento em abrigos, onde muitas vezes precisam passar longos períodos trancados à espera do momento em que alguém os note e resolva lhes oferecer um espaçinho em suas casas. A cadela Netty, de 15 anos, vivia nessa situação. Ela passava seus dias nas instalações da Pennsylvania Society for the Prevention of Cruelty to Animals, nos Estados Unidos.

“Netty tem 15 anos. Ela foi adotada do nosso abrigo em 2010 e retornou recentemente devido ao que os donos disseram ser incontinência. Nossa equipe veterinária receitou alguns medicamentos e ela está indo maravilhosamente bem. Mas ainda assim, essa idosa está prostrada em um abrigo no que pode ser seus últimos dias. Não queremos isso para ela”, escreveu o abrigo nas redes sociais.

Foi assim que, apenas dois dias depois, apareceu uma família disposta a dar a Netty a chance de passar seus últimos dias da melhor maneira possível.

Amy Kidd, proprietária da Estação Veterinária Pocopson, em West Chester, foi quem deu a Netty a oportunidade de morar com ela e seus filhos: “Nosso objetivo é amá – la e mimá-la todos os dias até ela partir. Sabemos que não temos muito tempo com ela, mas ela será tratada como a rainha que é a partir de agora”, disse Kidd à Newsweek.

***
Redação Conti Outra, com informações de UPSOCL.
Fotos: Reprodução.

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES







As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.