Cachorro falece apenas quinze minutos depois de seu amado dono

Stuart Hutchison faleceu de câncer em 11 de agosto. No mesmo dia, exatamente 15 minutos depois , seu cão e melhor amigo, Nero, também partiu.

CONTI outra

Stuart Hutchison foi diagnosticado com um tumor cerebral em 2011 e foi submetido a uma cirurgia e a sessões de quimioterapia para tratá-lo. Mas o câncer se espalhou para seus ossos e ele sofreu outro tumor agressivo.

Stuart, que se casou com sua esposa Danielle, 22, em janeiro, adorava seu buldogue francês de dois anos, Nero. O casal também tinha outra cadela, Nala, de quatro anos, e Amélia – o filhote de Nala e Nero.

Em uma reviravolta trágica do destino, Nero faleceu apenas 15 minutos depois de seu dono, em 11 de agosto. A mãe do jovem, Fiona Conaghan, 52, disse com o coração partido: “Stuart se foi por volta das 13h15 daquele dia e Nero faleceu cerca de 15 minutos depois.

“Ele tinha três cães, mas ele e Nero eram definitivamente melhores amigos. Nero era o cachorro que sempre estava com ele.”

“Danielle estava com o coração partido por ter perdido os dois, mas ela tem sido tão forte.”, disse a Fiona.

“Trouxemos Stuart para casa há quatro semanas porque ele queria partir em casa porque foi lá que ele nasceu. Cuidávamos dele em casa. Nós esperávamos, mas ainda é difícil. Ainda é um choque e traumático quando finalmente chega.”, finalizou ela.

Stuart e Danielle, auxiliar de farmácia, se conheceram há seis anos e noivaram em 2017. Eles moraram em Alloa, Clackmannanshire, antes de Stuart passar seu último mês morando com sua mãe.

Fiona, que cuidava de seu filho em tempo integral, disse: “Danielle estava hospedada na nossa casa com Stuart e acordou uma manhã e percebeu que seus óculos estavam quebrados. O pai dela disse que iria buscar outro na casa do casal para que ela não precisasse sair de perto do marido, pois sabíamos que ele não tinha muito tempo.”, comentou Fiona.

“Quando o pai dela chegou lá, percebeu que o cachorro não estava bem e o levou ao pronto-socorro. Disseram que ele tinha rompido algo na coluna, mas estava totalmente bem antes disso.”

Stuart foi diagnosticado com câncer pela primeira vez em 2011 e teve uma recaída em 2014 e depois em 2018. Ele nunca esteve em remissão, e sua mãe disse que sua partida não foi inesperada.

“Ele foi ao hospital para começar a quimioterapia no final de 2018 e, então, fazia exames a cada três meses. Em uma varredura em março, eles disseram que a quimioterapia estava funcionando. Ele e Danielle foram de férias para a Espanha em maio e ele começou a sentir dores na mão.”, disse Fiona.

“Ele foi fazer um check-up e eles se convenceram de que não havia nada de errado. Mas então, em junho, começou a afetar todo o seu braço e foi quando eles fizeram uma varredura e viram que o câncer havia tomado conta de todo o cérebro e se espalhou para seus ossos e sua pélvis.”

“Sempre soubemos que essa era uma possibilidade. Stuart era uma pessoa forte e adorável, todos o amavam.”

***
Redação Conti Outra, com informações de Scotsman.
Fotos: Reprodução.

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS




LIVRO NOVO: FABÍOLA SIMÕES




COMENTÁRIOS




CONTI outra
As publicações do CONTI outra são desenvolvidas e selecionadas tendo em vista o conteúdo, a delicadeza e a simplicidade na transmissão das informações. Objetivamos a promoção de verdadeiras reflexões e o despertar de sentimentos.