Cachorrinho com câncer vende bolos para pagar quimioterapia

Seu nome é Deko e com a ajuda de sua família, o cãozinho conseguiu dinheiro suficiente para pagar suas sessões de quimioterapia!

Ana Carolina Conti Cenciani

Aqueles que tem como companheiros os animais de estimação sabem que de os bichinhos geralmente demandam algumas responsabilidades, sejam elas com a alimentação básica, cuidados de higiene, passeios frequentes, atenção e principalmente com a sua saúde, estando sempre atentos a quaisquer problemas que possam surgir.

Infelizmente a maior parte dos tratamentos de doenças custam muito caro, e por isso algumas pessoas acabam precisando buscar outras alternativas para ganhar dinheiro e conseguir bancar o procedimento necessário, sendo as redes sociais uma excelente forma de o fazer.

Foi o que Vanessa Euán fez ao saber que o novo cachorrinho de sua irmã, Deko –adotado recentemente- tinha sido diagnosticado com tumor venéreo transmissível, uma doença exclusiva dos cachorros que, felizmente, tem cura através de tratamentos de quimioterapia. Porém, as diversas sessões de quimioterapia necessárias eram uma despesa maior do que Vanessa e sua irmã poderiam pagar. Foi aí que elas tiveram uma ideia que talvez pudesse ajudar.

Desta forma, Vanessa e a sua irmã decidiram vender bolos caseiros a fim de arrecadar o dinheiro que faltava e, claro, o Facebook ajudou a atingir o objetivo.

Vanessa publicou uma foto do cachorro com um cartaz que dizia “Vendo bolos para pagar as minhas quimioterapias”, no post, ela também explicava a situação do cãozinho e pedia ajuda aos internautas.

Em menos de 24 horas a publicação viralizou e Deko conseguiu ganhar o dinheiro que faltava para pagar o restante do seu tratamento. Posteriormente, Vanessa publicou uma nota em sua página do Facebook, agradecendo a todas as pessoas que contribuíram para o tratamento do amado cão.

Por mais problemáticas que as redes sociais sejam muitas vezes elas funcionam bem e conseguem juntar muitas pessoas para ajudar uma boa causa. Felizmente ainda existem pessoas de bom coração que não conseguem ficar indiferentes a estas situações!

 

Com informações de UPSOCL

Precisa de ajuda? Conheça a nossa orientação psicológica.


COMPARTILHE

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Ana Carolina Conti Cenciani
Ana, 19 anos, estudante de Artes Visuais na UNESP de Bauru. Trago aqui notícias que são boas de se ler.